06 novembro 2010

O curso de licenciatura em Turismo no Brasil e seus objetivos educacionais.

Este é um trabalho para disciplina Introdução à Informática, do curso de Licenciatura em Turismo da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. 

A intenção do trabalho é demonstrar os objetivos educacionais do curso de Licenciatura de Turismo no Brasil. Vamos lá?
curso de licenciatura em Turismo é voltado para a formação de profissionais que poderão atuar nas áreas de Educação Profissional, de ensino Fundamental e em outras áreas nas quais sejam necessários conhecimentos didáticos. 
Ele também visa à formação de pessoas capazes de 

  • planejar;
  • executar;
  • acompanhar;
  • avaliar programas e projetos  educacionais;
  • à habilitação para a produção e difusão do conhecimento científico e tecnológico no campo do Turismo com uma postura investigativa e  pró-ativa.

Tudo com vistas ao entendimento do fenômeno turístico e seus  desdobramentos na sociedade.

Parecer 0288/2003 do CNE/CES

De acordo com o Parecer 0288/2003 do CNE/CES, o currículo do curso de Turismo deve possuir os seguintes elementos estruturais:


Além disso, o currículo deve contemplar os seguintes conteúdos:

O curso de graduação em Turismo deve possibilitar a formação profissional que revele, pelo menos, as seguintes competências e habilidades:

I – compreensão das políticas nacionais e regionais sobre turismo;
II – utilização de metodologia adequada para o planejamento das ações turísticas, abrangendo projetos, planos e programas, com os eventos locais, regionais, nacionais e internacionais;
III – positiva contribuição na elaboração dos planos municipais e estaduais de turismo;
IV - domínio das técnicas indispensáveis ao planejamento e à operacionalização do Inventário Turístico, detectando áreas de novos negócios e de novos campos turísticos e de permutas culturais;
V - domínio e técnicas de planejamento e operacionalização de estudos de viabilidade econômico- financeira para os empreendimentos e projetos turísticos;
VI - adequada aplicação da legislação pertinente;
VII - planejamento e execução de projetos e programas estratégicos relacionados com empreendimentos turísticos e seu gerenciamento;
VIII – intervenção positiva no mercado turístico com sua inserção em espaços novos, emergentes ou inventariados;
IX – classificação, sobre critérios prévios e adequados, de estabelecimentos prestadores de serviços turísticos, incluindo meios de hospedagens, transportadoras, agências de turismo, empresas promotoras de eventos e outras áreas, postas com segurança à disposição do mercado turístico e de sua expansão;
X - domínios de técnicas relacionadas com a seleção e avaliação de informações geográficas, históricas, artísticas, esportivas, recreativas e de entretenimento, folclóricas, artesanais, gastronômicas, religiosas, políticas e outros traços culturais, como diversas formas de manifestação da comunidade humana;
XI - domínio de métodos e técnicas indispensáveis ao estudo dos diferentes mercados turísticos, identificando os prioritários, inclusive para efeito de oferta adequada a cada perfil do turista ;
XII - comunicação interpessoal, intercultural e expressão correta e precisa sobre aspectos técnicos específicos e da interpretação da realidade das organizações e dos traços culturais de cada comunidade ou segmento social;
XIII - utilização de recursos turísticos como forma de educar, orientar, assessorar, planejar e administrar a satisfação das necessidades dos turistas e das empresas, instituições públicas ou privadas, e dos demais segmentos populacionais;
XIV - domínio de diferentes idiomas que ensejem a satisfação do turista em sua intervenção nos traços culturais de uma comunidade ainda não conhecida;
XV - habilidade no manejo com a informática e com outros recursos tecnológicos;
XVI – integração nas ações de equipes interdisciplinares e multidisciplinares,
interagindo criativamente face aos diferentes contextos organizacionais e sociais;
XVII - compreensão da complexidade do mundo globalizado e das sociedades pósindustriais, onde os setores de turismo e entretenimento encontram ambientes propícios para se desenvolverem;
XVIII - profunda vivência e conhecimento das relações humanas, de relações públicas, das articulações interpessoais, com posturas estratégicas do êxito de qualquer evento turístico;
XIX - conhecimentos específicos e adequado desempenho técnico-profissional, com humanismo, simplicidade, segurança, empatia e ética.

Referências Bibliográficas

Brasil, 2003. Parecer CES/CNE. Estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Turismo. Acesso em 01 nov., 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/2003/pces288_03.pdf.



Licenciatura em Turismo na UFRRJ
Minha formatura em Licenciatura em Turismo na UFRRJ




Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter



Reserve nos parceiros do blog Viajar correndo:

Produtos com desconto


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search