20 dezembro 2015

Rothenburg ob der Tauber e Harburg

Rothenburg ob der Tauber e Harburg

É gente, 2015 está terminando e eu não gostaria de deixar nenhuma “pendência” para o ano que vai se iniciar. Dessa forma, ainda ficaram faltando dois lugares da nossa viagem de julho. Vou falar sobre um deles hoje e o outro será relatado nos próximos dias. Vamos lá? Hoje vamos conhecer Harburg e Rothenburg ob der Tauber.


Nós queríamos visitar a cidade de Rothenburg ob der Tauber. Antes de irmos à Alemanha, havíamos lido que era uma cidade medieval muito bem conservada. Quando chegamos a Munique e fomos ver passeios para ela, vimos que a cidade medieval mais famosa da Baviera era Regensburg (que já falei sobre ela). No entanto, mesmo assim fomos visitar a primeira.  Optamos por uma excursão para lá, pois também queríamos conhecer o Castelo de Harburg e de trem não era possível chegar. No entanto, se você estiver em Munique e quiser visitar somente Rothenburg od der Tauber, pode ir de trem tranquilamente e usar o Bayern Ticket.

A primeira parada foi no Castelo de Harburg, um castelo medieval. Achei a visita muito rápida, mas deu para ter uma noção da história do local. Não é permitido fotografar no interior do castelo, então, vou contar o que vimos lá dentro. Há uma área que simula a vida das pessoas naquela época. Em outra área são encontrados modelos de armaduras utilizados pelos cavaleiros. Também é possível ver o local onde as pessoas eram torturadas (achei muito sinistra) e a cozinha do palácio. Saímos de lá e seguimos para Rothenburg ob der Tauber.


Harburg Castle
Minutos antes de entrar para a visita guiada.

Castelo medieval
Parece um filme, né?

Rothenburg ob der Tauber

É uma cidade que fica às margens do rio Tauber. Ela tem origem no século XII e conserva seus ares medievais até hoje. A cidade é rodeada por uma muralha que permite ao visitante caminhar sobre ela e ir vendo a cidade pelo alto. Há vários locais para você subir e descer da muralha. Nós entramos na escada ao lado do Galgentor (antigo local de execução) e  fizemos apenas uma parte desse percurso (o que totalizou 700 metros). Veja aqui o nosso trajeto...


Galgentor, local de tortura
Galgentor, antigo local de tortura. A escada para acessar a muralha está do ladinho...

Acesso Muralha Rothenburg ob der Tauber
Mais um acesso à muralha.


Muralha Rothenburg ob der Tauber
Vista da cidade...

Rothenburg ob der Tauber
Rothenburg ob der Tauber vista de cima...

Rothenburg ob der Tauber
Mais de Rothenburg ob der Tauber...
Quando descemos, estávamos próximos à Igreja de São Jacó (St. Jakob), uma igreja gótica erguida entre 1311 e 1485. Para chegar próximo ao altar há a necessidade de pagar uma taxa de 2 Euros (confirmem o valor na época que vocês forem). Dizem que no altar da igreja há um local eu contém uma “gota do sangue de Cristo”. Bom, literalmente, eu não quis pagar para ver, he he he...



Rothenburg ob der Tauber
Local de descida.
De lá, fomos até a Marktplatz e visitamos a Prefeitura (Rathaus). A prefeitura é formada por uma parte de estilo gótico (com torre que permite o acesso pagando uma taxa) e outra estrutura do Renascimento. Em quatro momentos do dia (11h, 15h, 17h e 22h), abre-se uma janela no topo e há uma apresentação de bonecos mecânicos que retrata a lenda da cidade. Diz a lenda que durante a Guerra dos Trinta Anos, um general chamado Tilly disse que se alguém da cidade tivesse coragem de beber um cântaro de vinho de 3,25 L em um só gole, ele não atacaria a cidade. Essa tarefa sobrou para o prefeito da cidade na época chamado Nusch. Ele conseguiu e a cidade foi poupada. É justamente isso que o boneco mostra: o prefeito bebendo 3,25 L de vinho em um só gole.

Rothenburg ob der Tauber
Prefeitura


Próximo a Prefeitura, descendo a rua Herrngasse, são encontradas as lojas de Natal Käthe Wohlfahrt. Em frente a ela há uma loja só de ursos de pelúcia (TeddyLand). Nessa mesma rua, encontramos a Igreja de São Francisco, mas ela estava fechada quando fomos.

Rothenburg ob der Tauber


Visitamos a famosa rua Plönlein (torres Kobolzeller e Siebers ) e em uma de suas lojas, experimentamos uns doces típicos feitos de farinha e açúcar chamados Schneebälle. Vou falar que foi só pela experiência mesmo, porque não achei nada de tão interessante assim... 


Rothenburg ob der tauber
Torre Kobolzeller ao fundo

Rothenburg ob der Tauber
Torre Kobolzeller mais próxima...

Rithenburg ob der Tauber
Schneebälle
Uma dica: enquanto for andando pela cidade, vá olhando os letreiros de ferro que estão na entrada de alguns lugares. Além do nome do estabelecimento, eles retratam o que pode ser adquirido no local. Tem cada um mais bonito que o outro.


Rothenburg ob der Tauber


Também conhecemos o Rödertor, um portão que tem sua criação no século XIV. Nesse local está a parte mais conservada da antiga muralha.


Rothenburg ob der Tauber Rödertor
Rödertor, o portão...

Outros pontos que são indicados nessa cidade, mas não tivemos tempo hábil para conhecer (já que só tivemos 3 horas lá, aff, os problemas de excursão...):

Burggarten
Fica no final da rua Herrngasse. Nós chegamos somente no início dele, mas ele é muito maior e parece ser muito bonito. Merece ser conhecido com calma e tempo para apreciação...

Existem também alguns museus, que não tivemos interesse em conhecer como: Museu do Brinquedo, Museu do Crime e o Reichsstadtmuseum, museu que retrata a história da cidade.

Espero que tenham gostado de conhecer essa cidade tão mimosa.


Até quarta-feira

Super beijo

Carolina


Assine a newsletter do blog Viajar correndo




Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search