26 outubro 2016

15ª Corrida da Serra da Graciosa

A realização de uma vontade antiga

Olááá! Tudo bem? Sabe aquela coisa que você quer muito, que espera por um bom tempo e consegue realizar? Foi bem isso que aconteceu comigo no último domingo. Eu esperei por 5 anos para poder conseguir correr a Corrida da Serra da Graciosa. E é sobre isso que falarei agora. Vamos lá?

Minha paixão por essa prova começou em 2011. Decidi que iria fazer a edição de 2012. Entretanto, não pude fazê-la em 2012 e nem em 2013 pelo mesmo motivo: estudos. Em 2014 não houve a prova devido a algum problema com queda de barreiras. Já em 2015, estávamos na Alemanha e não conseguimos fazer a inscrição. Finalmente, em 2016, consegui...

Nunca tinha feito nenhuma prova do projeto Amazing Runs (criado por Global Vita em parceria com a Associação Pro Correr). Foi realmente uma surpresa boa. Tanto que animei de fazer outras etapas que eles organizam também. Tudo muito perfeito: entrega de kit, transporte, pontualidade na largada e hidratação durante o percurso.


A Estrada da Graciosa

Antes de começar a falar da corrida propriamente dita, gostaria de passar alguns dados sobre o local onde foi realizada a prova. A Estrada da Graciosa é a forma como é conhecida a Rodovia PR-410. Ela faz a ligação entre a região metropolitana de Curitiba (município de Quatro Barras) e as cidades de Antonina e Morretes. Essa estrada está na Serra do Mar e atravessa o trecho mais preservado de Mata Atlântica do Brasil. Tanto que em 1993 parte da Serra foi declarada como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica pela UNESCO (eu adoro essas coisas da UNESCO, né?).

Esse trajeto é a antiga rota dos tropeiros que iam para o litoral. A estrada foi finalizada em 1873 e, durante muito tempo, foi a única estrada pavimentada do Estado.

Corrida da Serra da Graciosa
O nosso percurso

O kit

Começando pela entrega do kit, ela ocorreu na loja Procorrer. Para a gente foi mega tranquilo de chegar, pois a loja era próxima ao nosso hotel (e bem centralizada também).

O kit contou com uma camiseta da prova, um chaveirinho, squeeze, um pacote de biscoitinho de soja e um produto para evitar o atrito. Tudo em uma sacolinha plástica verde...

O grande dia

Saímos bem cedo do hotel (5h20), mas ele estava localizado muito próximo de onde saíam os ônibus para a largada (Praça Oswaldo Cruz). Então, em menos de 3 minutos já chegamos e ficamos na fila esperando. Acabou que houve um atraso na saída dos ônibus. O primeiro deveria sair a partir das 5h30, mas só aconteceu às 6h. Pegamos o ônibus de número 2. Foi avisado que o próprio ônibus que fomos seria o que voltaria e também seria o guarda-volumes. Achei bem interessante isso, pois os pertences eram deixados sobre os bancos em que estávamos sentados.
Corrida da Serra da Graciosa
O logo do nosso hotel na parte mais elevada da foto e o ponto de bus para nos levar até a largada...
Corrida da Serra da Graciosa
Depois de acordar no final da viagem...
A largada aconteceu em São João da Graciosa, localizado em Morretes. O trajeto Curitiba-Morretes foi embaixo de MUITA chuva e durou 1h38. Eu dormi a maior parte do tempo, mas acordei algumas vezes e chovia horrores. Eu pensei: “meu Deus, vamos ter que subir na chuva? Isso não vai ser bom”. Já estava até sonhando que iria escorregar nos paralelepípedos da estrada da Graciosa quando chegamos e vi que não chovia. Ufa! Nem frio estava. Excelente!

Ficamos vendo os corredores chegando, as pessoas se encontrando, até que chegou o momento de largar. Uhu! Vamos lá. Era uma mistura de alegria e tensão. Eu havia esperado MUITO por aquilo. No entanto, estava com medo de não dar conta devido à falta de treinamento nas últimas semanas. Afinal, os problemas de saúde enfrentados por um membro da família desmotivaram os meus treinos.


Corrida da Serra da Graciosa
O dia estava excelente. Nem frio, nem chuva...

Corrida da Serra da Graciosa
Esperando pela largada...

Corrida da Serra da Graciosa
O pórtico de largada...
Foi dada a largada e lá fomos nós. Os primeiros três quilômetros foram de subidas leves. Como eu sabia que o negócio iria apertar no futuro, fiz questão de correr esse trecho sem parar. O primeiro posto de hidratação apareceu lá pelo Km 3 também. Então, fui intercalando caminhada com corrida. Como era uma estrada muito sinuosa, quando surgia uma mini reta, eu corria, mesmo sendo inclinada. O motivo desse drama todo? Simplesmente, havia lido que haveria um corte no Km 18. Era necessário passar com até 2h30 nessa quilometragem para não ser eliminado da prova. E isso era o que eu menos queria naquele momento...

Corrida da Serra da Graciosa
O primeiro rio no caminho...

Corrida da Serra da Graciosa
Em busca da montanha encoberta...

Corrida da Serra da Graciosa

Mesmo andando, correndo e me preocupando com o tempo, pude perceber e apreciar a beleza do local. Nossa, que coisa linda a paisagem. Não estava sol e nem chovendo. Só na parte mais alta da serra é que havia um pouco de neblina. No entanto, nada que estragasse o momento. Além de ver coisas belas, podíamos ouvir os pássaros.  Amei essa experiência. Estou organizando o vídeo e, em breve, posto lá no canal do YouTube para você ter um pouco de noção do que estou contando aqui.


Corrida da Serra da Graciosa
Muitos exemplos das paisagens lindas...

Corrida da Serra da Graciosa

Corrida da Serra da Graciosa

Corrida da Serra da Graciosa

Corrida da Serra da Graciosa

Corrida da Serra da Graciosa

Corrida da Serra da Graciosa

Corrida da Serra da Graciosa

Já quase no Km 14, comecei a ouvir uns gritos. Pensei: “Cara, deve ser a hora de descer, finalmente”. Mas ainda não era... O que havia ali foi algo que não sei explicar. Algumas pessoas estavam fantasiadas, um homem o Glacymar Rodrigues (obrigada pela contribuição nos comentários Luiz Solheid) gritava palavras de apoio aos corredores e eis que, no meio disso tudo, vejo uma pessoa conhecida. Era a Siria Costa, que conheci na Ultramaratona dos Anjos. Eu fiquei tão emocionada de vê-la ali, que fui dar um abraço nela, mesmo suada. E chorei... Como sempre, são muitas emoções nessas corridas. A pressão do tempo, a dúvida se vai dar ou não, o cansaço da subida... Ver uma pessoa conhecida fez uma massagem na alma e me deu forças para continuar. Aproveito este post para pedir desculpas a ela por ter dado esse abraço “suíno” e agradecê-la mais uma vez pela força. Obrigada Siria.


Corrida da Serra da Graciosa
Placa animando a gente: SORRIA!

Corrida da Serra da Graciosa
Pós encontro com Siria...

Estrada da Graciosa
Parte histórica
Finalmente, Km 15, começamos a descer... Aí foi uma questão de administrar o tempo para conseguir chegar ao Km 18 dentro do horário determinado. E conseguimos... Não importa se foi com 3 minutos de antecedência. O importante é que conseguimos... E relaxei. Aí passei a correr com a mente mais tranquila.


Corrida da Serra da Graciosa
Ladeiraaaaaaaaaaa...
Fiquei mais próxima de Otávio para atravessarmos juntos o pórtico de chegada. E lá fomos nós com 2h42m para concluir a Corrida da Serra da Graciosa, a prova que eu esperei mais tempo para poder participar... No entanto, valeu esperar... Foi um momento sensacional...


Corrida da Serra da Graciosa
O Pórtico da Graciosa láááá longe...
Pegamos nossa medalha, ganhamos um Gatorade, um copo de água e um saquinho com sanduíche e banana. Havia um vale para caldo de cana. Hummmmmm. Fomos para a fila, mas enquanto esperávamos, anunciaram que tinha acabado. Que pena. Ainda conseguimos "um quarto" de copo de caldo de cana, he he he he he.


Corrida da Serra da Graciosa
Uma parte do lanchinho...E o vale caldo...

Estada da Graciosa
Missão cumprida...
Como já eram quase 12 horas, fomos até o ônibus para poder voltar a Curitiba. Afinal, a chegada foi no Portal da Graciosa, que está localizado a uns 40 Km da capital do Paraná. Achamos nosso ônibus e, para nossa surpresa, havia três balinhas de banana sobre os bancos. Amei essa bala, tanto que comprei um mega saco quando fomos a um passeio em Santa Felicidade, he he he...
Até domingo...

Um super beijo

Carolina


Assine nossa newsletter


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Foi uma prova mais que excelente, Drika!
      Um super beijo
      Carolina

      Excluir
  2. Oi, Carol, sou de Curitiba e também participei dessa corrida; legal o teu relato e que bom que você gostou! É bonita a estrada, né? E o tempo fechado foi uma boa, porque com sol essa região é muito quente e a prova seria muito sofrida.
    A pessoa que estava lá no km 14 é o Glacymar Rodrigues, um grande incentivador das corridas, uma pessoa fantástica e muito querida em Curitiba. Um grande abraço e boas corridas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiz! Muito obrigada por seu comentário e pelo esclarecimento sobre o nome do Glacymar. Já até atualizei no texto do post (e fiz menção a você). Ele realmente estava sendo um incentivador!
      Pois é, eu também achei que se estivesse com sol seria muito pior, pois juntaria o desgaste da subida com o desgaste do sol. Melhor nem imaginar, he he he he!
      A estrada é realmente linda. Não imaginava que seria assim. Adorei mesmo.
      Parabéns por ter completado a prova!
      Bons treinos e boas corridas também.
      Abraços
      Carolina

      Excluir
  3. Eita que a corrida tinha que sair, gente! Depois de 5 anos ela saiu e com direito a choro emotivo com a Siria!!!! Adorei essa parte, amiga!!!
    Que delícia esta corrida! Delícia porque não fui eu que corri mais de 2h40min, né?! rssss...
    Você é demais, amiga!!! Arrasa sempre!!!
    Beijooooo!!!

    http://blogdaana.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ha ha ha ha ha, Ana, você é uma figura!!!! Mesmo correndo 2h40 é realmente uma delícia! Eu amo tudo isso, he he he...
      Um super beijo e muito obrigada pela visita!
      Carolina

      Excluir

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search