04 dezembro 2016

Templo Budista de Foz do Iguaçu

Uma joia escondida

Olááá! Tudo bem? No dia 8 de dezembro é comemorado o despertar de Buda. Não sigo os preceitos budistas, mas gosto do assunto. Tanto que visitei o Templo Budista de Foz do Iguaçu e venho falar sobre ele no post de hoje. Vamos lá?

Um pouco (pouco mesmo) sobre o Budismo

O Budismo é uma filosofia ou religião que abrange diversas tradições, crenças e práticas, geralmente baseadas nos ensinamentos de Buda. 

São várias escolas como o Teravada, Zen, Terra Pura, Tibetano, entre outras. A diferença entre elas está na natureza exata do caminho da libertação e, especialmente, em suas práticas. 

Entretanto, as bases das tradições e práticas são as Três Joias: 

  • o Buda (como seu mestre);
  • o Dharma (ensinamentos baseados nas leis do universo);
  • a Sangha (a comunidade budista).

No dia 8 de dezembro, é comemorada a realização do Caminho por Shakyamuni Buda. Depois de muitos anos de difíceis práticas, Shakyamuni sentou em posição de lótus (zazen) embaixo da árvore Bodhi e, na manhã desse dia, viu a estrela da manhã e realizou o seu despertar. 

A partir daquele momento, ele não era mais uma pessoa comum. Afinal, atingiu a suprema claridade através da qual é possível libertar toda a humanidade. 

Algumas escolas realizam uma cerimônia como gesto de gratidão a Shakyamuni Buda e a chamam de Jodo-e

Como o dia 8 de dezembro é nesta semana, o post de hoje é sobre o Tempo Budista de Foz.


Templo Budista em Foz do Iguaçu

Templo Budista de Foz

Esse era um lugar que sempre quis visitar, mas só consegui ir na última vez. Ele fica em um lugar afastado da cidade, mas em um ambiente alto. Isso permite uma visão privilegiada de Foz e de Ciudad del Este, no Paraguai.


Templo Budista em Foz do Iguaçu
Um pouco de Ciudad del Este, no Paraguai

O Templo Budista de Foz do Iguaçu foi construído em 1996 por comunidades chinesas da tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina. 

Há uma réplica de concreto do famoso Buda sentado Mi La Pu-San, de 7 metros de altura. 


Templo Budista em Foz do Iguaçu
Buda sentado Mi La Pu-San


Além dele, há, em média, 120 estátuas representando cada reencarnação de Buda na Terra. Olha que fantástico: elas estão alinhadas com o pôr do Sol.


Templo Budista em Foz do Iguaçu

Templo Budista em Foz do Iguaçu


Também há um templo principal com mais de dois mil metros quadrados e dois andares, onde se localiza a Casa do Mestre. Aqui é o local principal de orações. Não é permitido fotografar internamente.


Templo Budista em Foz do Iguaçu

Simplesmente lindo o lugar. Há várias imagens de Buda, cada uma representando uma virtude. Há, inclusive, uma representação de Buda Shakyamuni (aquele que contei a história no início do post). 


Templo Budista em Foz do Iguaçu
Buda Shakyamuni
Além de Buda, há imagens de outros deuses e deusas (eu só conhecia Kwan-Yin, olha a falta de cultura na vida!). 


Templo Budista em Foz do Iguaçu

Templo Budista em Foz do Iguaçu
Kwan-Yin


Informações importantes sobre o Templo Budista de Foz do Iguaçu.

Em, no máximo, duas horas visita-se todas as atrações oferecidas no Templo. 
Horário: Terça a domingo, das 9h30 às 16h30.
Valor: Gratuito.
Site oficial: não há.
Endereço: Rua Dr. Josivalter Vila Nova, 99 – Foz do Iguaçu/PR

Como chegar?
Por estar localizado longe do centro, o acesso pode ser feito com uma agência de turismo ou através de táxi. 

Caso você vá de carro, há estacionamento gratuito no Templo. 

Há um ônibus que deixa a mais ou menos 900 metros da entrada do Templo. Não recomendo, pois o local é um pouco deserto. 

Importante: É sempre bom lembrar que o Templo é um local utilizado para práticas dos seguidores dessa Filosofia ou Religião. Sendo assim, respeite com atitudes de silêncio, principalmente. 

Espero que tenha gostado

Até quarta-feira

Um super beijo

Carolina


Para ver todos os posts já publicados sobre Foz do Iguaçu, confira 
Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter



Reserve nos parceiros do blog Viajar correndo:

Produtos com desconto


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search