26 janeiro 2013

Maratona de Dubai - 25 jan 2013

Devidamente encaixada na minha meia de compressão, posso começar a escrever este relato sobre a Maratona de Dubai... O dia pode ser resumido em uma única palavra: SINCRONICIDADE. Vamos lá?


Para começar, além de toda a ansiedade pré-prova, tinha a dúvida de como ir. Ou seja, o que é dormir? 

Quando acordei, decidi arriscar o metrô mesmo. Mas, quando estava saindo do saguão, um cara também estava saindo. E ele estava com a bolsinha do guarda-volume!!!!

Não pensei duas vezes: 

“Você está indo para a Maratona? Posso ir com você? Podemos dividir um táxi” 

Que bom que ele aceitou porque o taxista disse que o metrô seria só a partir das 13 h mesmo. Sincronicidade 1...

Lá chegando, cada um foi para seu lado e eu fui me transformar.


Depoimento inicial...

Depois de quase tudo organizado, e antes de guardar a bolsinha, parti para a foto da família. 

Família em Dubai? Ué, eles não vieram presencialmente, mas em sonho (literalmente, já que era por volta de 0h11m do Brasil) estavam presentes. Até o Lambão veio, ha ha ha.


Maratona de Dubai
Meu lindo e amado Lambão

Maratona de Dubai
A pessoa se ofereceu para tirar, mas ficou muito longe...

Maratona de Dubai
Então, vamos de selfie mesmo...

Guardei meus pertences e parti para a largada. Estava friooooo... Eu, que não sabia onde carregar a bandeira, encontrei uma maneira muito útil de carregá-la e de me aquecer (ou manter o calor corporal, para os chatos que irão me criticar)...

Maratona de Dubai
A bandeira virou um cachecol
Também amei as músicas que estavam tocando...

Só um adendo, canto muito bem, né? Ha ha ha...

Hora da Largada da Maratona de Dubai

Largada altamente tranquila. Corri super leve, nem percebia que os quilômetros estavam passando (será que era por causa da névoa?). 

Maratona de Dubai
Largada da Maratona de Dubai

Maratona de Dubai
Olha o detalhe dos prendedores de cabelo, ha ha ha. TUDO BRASIL...

Quando me dei conta, já estava no km 10. Aí comecei a perceber porque meu pé começou a se “manifestar”... Até o Km 13, foi uma mentalização e invocação de forças superiores para que eles aguentassem mais "alguns" quilômetros, ha, ha, ha.

Havia torcida para tudo quanto foi lado. E eu nunca tinha me ligado nisso, mas com os gritos da torcida, eu conseguia fluir... 

Um grupo levou frutas, chocolates, café e oferecia aos participantes. Não peguei nada, mesmo quando falaram “a coffee to Brasil”. Fiquei refletindo sobre como as coisas foram preparadas. Guardem essa informação para mais para frente... 

Falando em incentivo, váááááárias pessoas gritavam “Brasil”, “Go Brasil”... Teve até um que falou: “Brasil, segura coração”. Em Português mesmo (ele era do Staff). Achei super maneiro...

Km 21, começou a contagem para fazer a volta. Foi aí que o Sol saiu e acabou com a minha festa. Arranjei uma nova função para a bandeira...

Maratona de Dubai
Bandeira muito prática. A verdadeira multi função...

Maratona de Dubai




Precisei andar alguns metros e fiquei até surpresa com minha reação. Não me xinguei, nem me culpei, apenas andei porque aquilo era o necessário no momento. 

Restabelecida as forças, voltei a correr. No km 22, comecei a sentir fome, mas não havia comida e eu sonhei com a banana que havia rejeitado... Viu o que a frescura causa?

Fui correndo tranquila até o km 32. Mas aí, a parada ficou muito feia... Minhas panturrilhas não se movimentavam, os pés repuxavam...



Resolvi não forçar porque as ambulâncias estavam frenéticas e eu imaginei como seria parar em um hospital longe de casa. Então, respeitei o corpo e fui intercalando pequenas corridas com longas caminhadas. 

Não aguentava mais ver gel na minha frente. Até que, como uma miragem, eu vi o grupo da banana e eu peguei sem me preocupar com nada. Comi feliz da vida. 

A torcida tinha dado uma desaparecida e eu estava meio fraca, mas quando eles reapareceram, eu achei forças superiores e corri mais e mais. 

Uma brasileira estava lá assistindo e, quando ela me viu, gritou: “Brasil, que lindo, que emoção, parabéns”. Aquilo surtiu um efeito sensacional e eu corri por uns 2 km (para quem estava ferrada, 2 kms são a eternidade...).

No km 36, a outra sincronicidade. Estava eu embaixo da bandeira e vinha um momento de sombra que eu pretendia correr. Tinha um carinha andando e falou comigo sobre o Brasil e etc. Aí, acabou que eu não corri e fomos conversando, andando, andando, andando e um dando forças para o outro até o km 41, quando voltamos a correr. 

Mas ele ainda estava em melhores condições que eu...

Maratona de Dubai
Proteção solar avançada!


Como o vídeo ficou muito pesado, segue o link para quem quiser ver:


http://www.youtube.com/watch?v=mViyMLEPqIc&feature=youtu.be


Eu acho que o gel e o isotônico me deixam doidona, porque quando revejo os vídeos, eu penso: 

"Como assim? De onde eu tirei isso?"

Ha ha ha...

A Maratona de Dubai acabou. Mais um pouco de fotos e um depoimento...

Maratona de Dubai
Lanche final. Genteeee, o que é essa barra de cereal? Quero voltar lá de novo só para comprar quilos e quilos...



Depoimento final, he he he...

Maratona de Dubai
Família após a corrida...

Maratona de Dubai
E, claro, mais família com meu irmão lindo...


Maratona de Dubai
Eu, Burj Khaliffa, my new friend Akash e a kinesiotape, ha ha ha

Akash ia esperar pela amiga dele. Ela chama-se Maria e é de Portugal. Depois soube que ele tem muitos amigos pelo mundo, he he he... Chique...

Maria ainda estava vindo lá atrás. Eles tinham combinado de comer em um restaurante de massas após a prova. Ele me convidou para ir e, como há dois dias não vejo comida decente, acabei aceitando. Se foi por educação, ele se deu mal...

Fomos andando ao Dubai Mall para eu trocar de roupa e paramos no km 41 para esperar a amiga dele. Ela passou depois de uns 5 minutos e fomos ao shopping esperá-la. Sentamos e nem preciso dizer que eu estava hungry, preciso?

Acabei comendo um fetuccine (aqui o spicy é realmente SPICY, saí com a boca queimada, ha ha ha). 

Ia ver o show das fontes, mas hoje seria a partir das 18 h (teve na hora em que chegamos ao shopping, ele disse que haveria outro em meia hora, massssssss... TUDO UMA MENTIRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!).

Maratona de Dubai

Agora estou em um momento relax, para daqui a pouco descer para o lounge e postar tudo na internet e arrumar as malas para amanhã... 

Bye bye Dubai. Foi uma experiência incrível!

Maratona de Dubai
Com a estrela da festa... O Bruj Khalifa, imponente...

PS: Eu escrevi esse relato deitada na cama. Quando fui levantar... Minha perna não dobrou mais. Pareço uma pata andando... Isso, hoje, com a meia de compressão. Imagina amanhã... Só para constar, ha ha ha ha... .

Um super beijo

Carolina


Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter



Reserve nos parceiros do blog Viajar correndo:

Produtos com desconto


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search