21 outubro 2015

K21 Series Campos do Jordão

Vou dar um corte na sequência da postagem anterior, que deixou no ar a nossa ida a Atenas, para pode contar a aventura de sábado passado na K21 de Campos do Jordão. Pode deixar que no domingo, a aventura em terras gregas estará presente com força total... Vamos lá...
Depois de corrermos a K21 em Extrema, decidimos fazer a K21 Campos do Jordão. A Aurea, da Nova Equipe, havia nos convidado e meus treinadores tinham liberado a nossa ida, indo, inclusive, participar conosco. Segundo a minha treinadora, seria um treino diferenciado, então, por isso, optamos pelos 21 Km. Na véspera da prova, ela passou mal e não pode ir conosco, o que gerou uma pequena frustração... Mas enfim, coisas da vida.
Chegamos a Campos do Jordão na sexta-feira, depois de um dia mega agitado de atividades, de engarrafamento e de muito calor (o mais quente do Rio até a presente data). 
Linha Vermelha
Cheguei atrasada no trabalho e aí está a foto para provar que não estava mentindo, he he he...
A viagem demorou muito e eu cheguei bem cansada lá. Ficamos em um apartamento com os integrantes da Nova Equipe e foi excelente. Confesso que quando vi a lista das pessoas que ficariam no apartamento tive um certo receio de que não caberia todo mundo, mas o apartamento era tão gigante e tão confortável que tudo fluiu MUITO bem.
K21 Campos do Jordão
Eu, na cozinha, um milagre!!!!! Foto do celular de Aurea...

K21 Campos do Jordão
Meninos cuidando da louça! Foto de Aurea Bisan.

O dia da prova

Sábado, dia da prova, lá fomos nós até o local da largada. Houve um atraso de 10 minutos porque, segundo o locutor, a empresa de trânsito ainda estava fechando um trecho que deveríamos passar.

K21 Campos do Jordão
Book...


K21 Campos do Jordão
Antes de largar...


K21 Campos do Jordão
Galera Nova Equipe e nós, os agregados!

Beleza, às 9h10m largamos. Já no primeiro quilômetro, eu comecei a sentir um formigamento estranho no nariz. Nunca tinha tido aquilo e respirar estava meio complicado. Corri por uns 2 Km sentindo isso, mas depois passou. Minha vontade era de me jogar ali no chão mesmo e deitar, he he he he, de tão ruim que estava. Fiquei refletindo sobre o motivo daquilo e cheguei à conclusão de que talvez fosse por causa da altitude. Mas enfim, ainda faltavam 19 quilômetros, então, não podia ficar de lolozice no caminho.

Sobe
Tá sofrendo?


K21 Campos do Jordão
Um sofrimento passageiro...

Fiquei sozinha em um trecho por bastante tempo. Claro que fiquei com medo (como sempre!) e me forcei a correr mais forte para ver se encontrava alguém pelo caminho. Isso foi até positivo porque pude reparar que a sinalização estava impecável.

Trail run
Sinalização da trilha estava excelente

Km 5

K21 Campos do Jordão
Paisagem... Nem conto que eu tropecei em alguma raiz e fui de cara em uma dessas árvores, ha ha ha...


Corrida K21 Campos do Jordão
Mais paisagem...
Depois de muita solidão, eis que encontro no Km 7... Otávio! A partir daí fomos juntos até o final.
K21 Campos do Jordão
Um pouco antes de subir o Pico do Diamante...
Apesar de muito cansada e com falta de ar, tudo estava indo razoavelmente bem até o Km 11,5. A partir daí, tive uma experiência, digamos, transcendental... Era a subida para o Pico do Diamante. Gente, eu nunca tinha sofrido tanto em uma subida. Foi algo surreal. Tive falta de ar, tive tonteira, tive vontade de vomitar, o meu coração estava disparado alucinadamente, o Sol estava castigando e não havia água. SIMMMMMMMM, eu não levei minha garrafa e o reservatório da mochila de Otávio furou e a água vazou totalmente. 

K21 Campos do Jordão
Essa feição de drama é muito real...
A pessoa não consegue respirar, mas tem que falar... Putz...

Eu achei que no Km 12 teria hidratação, já que os postos eram de 3 em 3 Km, mas como o Km 12 deu certinho na subida, o próximo posto de hidratação foi somente no Km 13.

K21 Campos do Jordão
Nada de água!
Depois de muito tempo para vencer a subida (que o staff havia dito lá embaixo que seriam apenas 800 metros e na verdade foram 1,5 Km), chegamos ao tal Pico do Diamante. Olha, esperava muito mais dele (o anterior, que fiz a filmagem, tinha uma paisagem bem mais bonita), mas ele tinha uma coisa que muito me interessava naquele momento: água!!!! E também tinha água de coco, paçoca e BRIGADEIRO! Eu estava tão enjoada que só pude comer um mísero brigadeiro... Que pena...

K21 Campos do Jordão
Água de coco...


K21 Campos do Jordão
Brigadeiros!!!!!


K21 Campos do Jordão
Buscando forças para continuar...
Após alguns minutos de paz, voltamos para a estrada. Otávio começou a sentir cansaço e resolvemos caminhar. No entanto, eu caminho muito rápido e meio que fiquei um pouco a frente dele e de uma menina. De repente, escuto um barulho na mata de alguma coisa correndo... O barulho foi se aproximando, aproximando, eu olhei para trás e não vi nem Otávio nem a menina. Cara, que medoooooo. Do nada, saiu do mato um cachorro branco enorrrrrme. Gente, eu amo cachorros, mas naquele momento estava em pânico, pois não sabia se ele queria me atacar ou apenas fazer amizade. Na hora que ele saltou do mato, eu dei um grito que veio das profundezas do meu ser, o coitado se assustou, voltou no mesmo pulo para o mato e sumiu. Otávio e a menina apareceram na curva assustados com o grito e perguntando o que tinha acontecido. Depois que contei, foi uma gargalhada geral.

K21 Campos do Jordão
Um pouco antes de o cachorro aparecer... Tinha que ter filmado a cena...

Voltamos a correr e fomos intercalando corrida com caminhada, pois os meus tênis começaram a apertar os meus pés. Como eram muitas descidas com muitas pedrinhas, a melhor coisa era andar mesmo. 

K21 Campos do Jordão
"Nessa longa estrada da vida vou correndo e não posso parar na esperança de ser campeão alcançando o primeiro lugar". Cara, quando vi essa foto, me lembrei dessa música, desculpem, ha ha ha...

Quando chegamos ao Km 20, havia água gelada e o staff falou: “faltam 900 metros”! Nossa, que coisa feliz. Então, começamos a correr. À medida que nos aproximávamos da entrada do hotel, sentia que alguma coisa estava estranha. Afinal, se já estávamos chegando, onde estava o som, o barulho e etc... Foi aí que um staff nos indicou um caminho no mato e falou que era por ali que tínhamos que ir. Não me lembrava dessa subida no percurso divulgado, mas enfim, vamos... Nesse momento, o relógio marcou 21 Km. Bom, deve estar chegando... Corremos, corremos, passamos por um caminho acima das instalações do hotel e vimos uma pequena entrada para o mato. Ah, beleza, deve ser o final por aqui. Para nossa surpresa, ainda havia mais uma subida por entre os pinheiros.

K21 Campos do Jordão
Famosos pinheirinhos...
O mais engraçado foi que estávamos indo na direção oposta ao da largada/chegada. Isso estava realmente me preocupando, pois poderíamos estar em algum caminho errado, mesmo tendo as faixas sinalizando. Chegamos a um local que nos obrigava a virar para a esquerda e, com isso, começamos a descer. Com 1,6 Km a mais, conseguimos alcançar o pórtico de chegada. Por isso que falei no vídeo que foi uma chegada muito ridícula...



K21 Campos do Jordão
Chegada!
Encontramos o pessoal da equipe, fomos pegar nosso açaí e ficamos esperando pela premiação. Anderson ficou em 2º lugar no geral dos 10 Km, Vera ficou em primeiro lugar na categoria dela e a Nova Equipe foi a maior equipe do evento. Parabéns!!!!!!!!!! 

K21 Campos do Jordão
Aurea com o troféu de maior equipe e com os agregados...

Eu ainda estava muito enjoada, mas tinha necessidade de sal. Fomos almoçar da forma que terminamos a corrida mesmo (imaginaaaaaaaa...) no bairro mais chique de Campos do Jordão, he he he he... 

K21 Campos do Jordão
Limpinhos e cheirosos para almoçar. Foto de Ródnei.


K21 Campos do Jordão
Aguardando ansiosamente pelo alimento...
O restante do dia foi para descansar porque no dia seguinte teríamos 400 Km de estrada, com uma paradinha em Aparecida do Norte.

Visita a Aparecida do Norte SP
Momento espiritual...
Antes de terminar, gostaria de agradecer ao pessoal da Nova Equipe que nos recebeu muito bem. Obrigada Aurea, Carine, Cris, Emerson, Giselle, Maisa, Nahara, Roberto, Ródnei, Rodrigo, Solange e Vera (na ordem alfabética para não ter briga, he he he). 

Equipe de corrida
Foto de Ródnei.

E agora sim, partiu Atenas na próxima postagem.

Até domingo.

Super beijo
Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter



Reserve nos parceiros do blog Viajar correndo:

Produtos com desconto


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search