11 novembro 2015

Visitando a Casa da Maria, Éfeso e Izmir na Turquia

Olááá! Tudo bem? Já visitei a Turquia três vezes. Toda vez que vou lá gosto de visitar a Casa de Maria e trazer água benta para o Brasil. Sendo assim, escolhi ficar em Izmir por ser uma cidade próxima e por eu ainda não conhecer. Vamos lá?

Izmir

Izmir é a terceira maior cidade da Turquia. Durante séculos, ela foi conhecida como Esmirna, nome provavelmente derivado das árvores mirras que crescem por lá. 

Segundo o livro de divulgação turística de Izmir (olha a vantagem de frequentar as feiras de turismo!!!!), a cidade possui 8500 anos e foi o lar de Amazonas, Persas, Alexandre (O Grande), Romanos, Árabes, Bizantinos e Otomanos. 

O que visitar em Izmir? 

Bom, se você gosta de museus, há algumas opções: 

  • Arqueologia;
  • Etnografia (sendo que um fica ao lado do outro, então, é super prático);
  • Belas Artes;
  • Atatürk. 

Um outro ponto famoso é a Torre do Relógio de Konak. Na verdade, a Torre é o símbolo da cidade. Foi uma das 58 construídas no período otomano, e tinha por finalidade incentivar os turcos a adotarem o sistema europeu de marcar as horas. 

Ao lado da torre, há a Mesquita de Konak (Konak Camii). Também se pode visitar o que restou da Ágora, o mercado que fica bem no meio da cidade. 

Além disso, há o Castelo de Veludo (Monte Pagos) que é indicado para um passeio no final da tarde e possibilita vistas da baía de Izmir. Para terminar, pode-se visitar o Asansör, um elevador do século XIX, que ainda funciona.

Chegamos ao final da tarde em Izmir. Então, só fomos conhecer as redondezas mesmo e não nos afastamos muito da região do hotel. Andamos pela orla e tiramos umas fotos no Monumento de Atatürk

Foto monumento

Esse monumento é uma homenagem da cidade ao fundador da República da Turquia e comemora a libertação da cidade pelas forças turcas.

Casa de Maria (Meryem Ana)

No dia seguinte, fomos visitar a Casa de Maria
Casa de Maria na Turquia
Nunca tinha ido nessa época e achei sensacional pela paisagem e pela questão de estar super vazio. 
Casa de Maria na Turquia
ADOREI! Acho que tem mais a ver o vazio, a paz para aquele lugar do que o movimento absurdo que normalmente vivenciei das outras vezes.
Casa de Maria na Turquia
Paisagem diferente das outras vezes...
Casa de Maria na Turquia
Observe o vazio no caminho ao fundo... Amei demais...

História da Casa de Maria na Turquia

De acordo com a Bíblia, ao ser crucificado, Jesus pediu a São João Evangelista que cuidasse de sua mãe, Maria. João, então, a levou para Éfeso no ano 37 d.C e lá ela viveu em uma modesta casa de pedra.

Essa casa fica em Meryemana, a 8 km das ruínas de Éfeso. 
Casa de Maria na Turquia
O santuário agora é conhecido como Meryem Ana e é visitado por cristãos e muçulmanos, principalmente no dia 15 de agosto, dia da Assunção.
Casa de Maria na Turquia
Na entrada da casa de Maria...
Olha como estava primeira vez que fui...
Casa de Maria Turquia
Em 2009...


O que fazer em 
Meryem Ana

Há um setor onde as pessoas acendem velas que são adquiridas no próprio local. Para isso, basta colocar uma moeda (não há estipulação do valor) em uma urna e pegar a sua vela.
Casa de Maria na Turquia
Após a parte das velas, somos direcionados à fonte de água benta. 
Casa de Maria na Turquia
Temos todo o tempo do mundo...
Na primeira vez, eu quase paguei excesso de bagagem de tanta água que trouxe (9 litros). 

Desta vez, fui mais comedida e “só” peguei 3 litros.
Casa de Maria na Turquia
E vamos encher as garrafinhasssssss....
(Preciso fazer uma volta no tempo para homenagear a minha amiga Marta. Ela racha de rir toda vez que lembra do drama no aeroporto por conta do excesso de água que eu estava trazendo... Essas três fotos na sequência é em sua homenagem Marta, feliz aniversário). 
Casa de Maria Turquia
Em 2009... Quem vê, pensa que foi só essa daí, massssss...

Casa de Maria Turquia
Olha quantas foram na verdade!!!!
Voltando a 2014!

Depois da fonte, segue a área dos pedidos. 

São inúmeros papéis amarrados em tiras também de papel presas na parede. 

Deixamos nossos pedidos, inclusive, os que havia levado de pessoas queridas. Meu pai, por exemplo, fez questão de enviar o dele em uma foto das suas famosas flores, he he he he...
Casa de Maria na Turquia
Pedidos e agradecimentos
Casa de Maria na Turquia
Pai, sua foto foi entregue...

Éfeso ou Éfesus

Após a Casa de Maria, fomos a Éfeso (alguns chamam de Éfesus), uma das maiores cidades em ruínas do mundo ocidental. 

Apesar de estar em ruínas, é tudo muito lindo. Era a minha terceira vez lá, mas eu adoro e sempre aparece alguma novidade. Ainda mais que estava tudo muito vazio.
O que fazer em Éfesus, Turquia
Rua de Colunas, ladeada de colunas jônicas e coríntias, a rua vai desde os Banhos de Várius até o Templo de Domiciano.
O que aprendi desta vez foi que quando a pessoa conseguia tocar ao mesmo tempo as duas pedras da Porta de Hércules era sinal de que ela voltaria ali. 

Não tinha feito isso das outras vezes, mas resolvi fazer por garantia. Aí você vai pensar: 
“de novo???? Pela quarta vez????” 
Lógicooooooo. Esse lugar é mágico para mim... Bom, você pode perceber que tive que me esforçar um pouquinho...
O que fazer em Éfesus, Turquia
Esticaaaaa que vai dar...

O que fazer em Éfesus, Turquia
Já Otávio volta fácil para lá...
O que fazer em Éfesus, Turquia
Continuação da Rua de Colunas.
O que fazer em Éfesus, Turquia
Rua vista ao contrário
Descendo pela rua de Colunas, chegamos ao Nymphaeum Traiani, uma antiga fonte, que foi acoplada ao tempo de Trajano.
O que fazer em Éfesus, Turquia
Nymphaeum Traiani

O que fazer em Éfesus, Turquia

O que fazer em Éfesus, Turquia
Como era o desenho original do Nymphaeum Traiani
Seguindo pela rua das Colunas, encontramos o Templo de Adriano, construção do século II para comemorar uma visita de Adriano em 123 d.C.. 
O que fazer em Éfesus, Turquia
Arco do Templo de Adriano.
Sua fachada retrata os deuses e as deusas da mitologia. Em frente ao Templo de Adriano estão as residências da época com seus mosaicos até bem preservados.
O que fazer em Éfesus, Turquia
Casas do bairro mais rico da cidade.
Descendo mais um pouquinho, são encontrados os Banhos de Escolástica, o bordel e as latrinas
O que fazer em Éfesus, Turquia
Latrinas.
Como sempre, visitei a Biblioteca de Celso que teve só a sua fachada preservada após um terremoto no ano 1000. 
O que fazer em Éfesus, Turquia
Biblioteca de Celso ao fundo.
Ela foi construída em 114-117  d.C pelo cônsul Gálio Júlio Áquila em memória de seu pai.
O que fazer em Éfesus, Turquia
Ágora comercial, o principal mercado da cidade
Quando estávamos chegando ao Teatro Antigo, choveu! Uma pena! Tivemos que ouvir a explicações embaixo da árvore. 

Esse é o maior anfiteatro do mundo, com capacidade para mais de 30000 pessoas. Atualmente, ele é utilizado para o grande Festival de Éfeso, durante o mês de abril.


E com o Teatro, encerramos a nossa visita a Éfeso. Masssss, ainda tinha coisa para ver como a Igreja da Virgem Maria (dentro do local das ruínas mesmo). Dessa vez não deu, por causa da chuva. 

Ciladas das viagens

Antes de voltarmos para Izmir, ainda passamos em uma loja de tapetes e de couro. São as ciladas para onde os guias nos levam. 

Na loja de tapetes, aprendemos como funciona a produção. Do que eu mais gostei? De ver como a seda é obtida a partir dos casulos dos bichos de seda. 

Só é triste porque os bichos são obrigados a morrer, mas enfim, reflexões... 

Já a loja de couro era apenas para comprar. Até fiquei tentada (ohhhhh, que milagre!), mas depois refleti: 
Para quê? Para usar onde?
E não comprei...
Fábrica de tapetes na Turquia
Bichos da seda (olha os fios sendo extraídos)
No dia seguinte, voamos para Istambul, a “minha segunda casa”. No entanto, isso você poderá conferir em Turquia Parte II: Istambul...

Espero que tenha gostado...
Até domingo

Super beijo

Carolina


Precisa de hotel na Turquia ou em qualquer outro lugar? 
Pesquise e reserve seu hotel aqui pelo blog. 
Você não paga a mais e ainda ajuda o Viajar correndo a receber uma comissão.
Booking.com

Obs... As informações sobre as cidades e sobre os monumentos visitados foram retiradas de:
"Izmir. Turkey. Ministry of Culture and Tourism. Ankara. For free distribution. 2012."

"Guia Visual Turquia. Folha de São Paulo. Publifolha. 2007".


Para saber mais sobre a Turquia, acesse:


Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter



Reserve nos parceiros do blog Viajar correndo:

Produtos com desconto


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

4 comentários:

  1. Oi, Carol! Adorei!!! Mas uma coisa me preocupou: as necessidades eram feitas em grupo?! rsss.. Eu teria problema com isso..rssss..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Paula, eles eram pessoas muito "naturais". Eu também teria o mesmo problema que você, ha ha ha ha... Ainda bem que os tempos são outros atualmente, he he he... Super beijo...

      Excluir
  2. Olá Carolina

    A sua terceira viagem foi mesmo para querer fazer uma quarta. O local sem muitos turistas é melhor para ser observado. Lindas árvores floridas. Parabéns pela escolha.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Rita. Amei o "vazio", como disse... He he he... O outono também contribuiu para que a paisagem ficasse incrível. Pena que este ano não deu para ir. :(
      Obrigada por comentar.
      Beijos
      Carolina

      Excluir

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos...
Responderei o mais breve possível! Então, volte para ver sua resposta. Ou então, bem mais fácil: marque o "notifique-me" para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.
Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search