31 janeiro 2016

O que fazer no Atacama: Geysers del Tatio e Povoado de Machuca

Olááá! Tudo bem?  A visita aos Geysers del Tatio, junto com o  Tour Astronômico, era o passeio que eu mais esperava. E acabou que eles aconteceram no mesmo dia, ou seja, acordamos muito cedo e fomos dormir MUITO tarde... Massss, está valendo... Então, não vamos perder tempo e correr para os Gêiseres de Tatio, ou, na língua nativa, Geysers del Tatio...

Madrugando para os Geysers del Tatio

O dia começou cedo, muito cedo! Por isso, colocamos vários despertadores para garantir que não perderíamos a hora, he he he... 

O café da manhã estava à nossa disposição no hotel já cedinho. Um ponto super positivo! 

Comemos e ficamos esperando pelo ônibus da empresa. Tivemos receio de que atrasassem de novo, massss acho que a demora do dia anterior fez com que fôssemos os primeiros a serem buscados. Assim, pudemos pegar um lugar bem na frente para observar a paisagem... 

O guia foi o mesmo do Vale da Lua: o Patrício. O cara, mais uma vez, deu um show de conhecimento. Foi espetacular!
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
Com o nosso guia...

Mas... O que é um gêiser?

Bom, gêiser é uma nascente termal que entra em erupção periodicamente, lançando uma coluna de água quente e vapor para o ar. 

Para a existência desse fenômeno são necessárias água da chuva ou de neve derretida que penetra no subsolo e camadas de magma incandescente. 

A água, ao entrar em contato com a rocha que a separa do magma, esquenta a altas temperaturas. À medida que esquenta, ela ganha pressão, aumenta de volume e empurra a coluna d’água para cima. 

E a gente vê este espetáculo...


Inscreva-se no Canal Viajar correndo para não perder as novidades...

De San Pedro do Atacama até Tatio foram mais ou menos duas horas. Dormi a viagem toda e perdi a parte da paisagem. 

Quando chegamos, estávamos a 4320 metros de altitude (é o campo geotérmico mais alto do mundo!) e com um frio A LU CI NA DO! (abaixo de 0° C). 

Antes de chegarmos ao campo geotérmico propriamente dito, tivemos que parar para pagar as entradas. SURPRESA! Havíamos sido informados de que custavam 3000 Pesos Chilenos, mas na verdade eram 5000 Pesos Chilenos! 
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
Placas... Amo...
Tudo bem, né? Estávamos lá, não íamos deixar de pagar, masssss, não era o planejado...
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
Tá frio? He he he he...
O ônibus nos levou até mais perto dos gêiseres. O guia nos recomendou movimentos bem lentos, pois a altitude poderia dar algum efeito. 

Por medida de segurança, os locais são rodeados por pedras e é super frisado para que as pessoas não as atravessem. Afinal, a água sai a uma temperatura absurda (80° a 86° C) e pode queimar a pessoa. 
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
Pedras rodeando por medida de segurança...
Li que o último registro desse tipo aconteceu em outubro de 2015 com uma turista belga que caiu em um deles, queimou 85 % do corpo e acabou morrendo.
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio


Exploração do campo dos Geysers del Tatio

Soubemos que em 2008, a Comissão Regional de Meio Ambiente (Corema) de Antofagasta aprovou a primeira fase da exploração de recursos geotérmicos em uma área localizada ao sul do campo de gêiseres de Tatio

O movimento foi criticado pelo Conselho de Povos Atacameños, que alegou falta de legitimidade do Estado para fazer isso e também alertou sobre o impacto de tal medida teria sobre o ecossistema. O que aconteceu? 

Em 2009, enquanto a empresa realizava um trabalho de exploração no campo, houve um vazamento de vapor e água em um poço, que chegou a 60 metros e que levou 27 dias para ser controlado. 

O fato alarmou as autoridades e os habitantes da área. Após o incidente, a Corema decidiu encerrar o trabalho de exploração da empresa. Ainda é possível ver uma máquina abandonada no campo geotérmico.


Passeando nos Gêiseres de Tatio

Depois de várias explicações muito interessantes (algumas nos vídeos abaixo), o guia organizou nosso café da manhã. 
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
Café da manhã...
Nós vimos um fato muito engraçado: o leite era aquecido onde? Onde?... SIMMMMMMMMMMM, na água quente, ha ha ha. O mesmo acontecia com os ovos...
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
Um chocolate Sahe Nuss...
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
Aquecendo o leite... 

O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
Cozinhando os ovos...
Após o café da manhã, aqueles que tivessem interesse poderiam entrar em uma piscina termal com água na faixa dos 40° C. 
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
Piscina termal...
Eu não ia perder essa experiência, apesar de sempre pensar nas contaminações que poderiam acontecer nesses ambientes... 

Há um local para trocar de roupa, mas é recomendado que já se vá com a roupa de banho por baixo da roupa de frio para não perder tempo (como é excursão, é tudo contado e corrido, apesar da altitude!). 
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
Vestiários
E, claro, não se esqueça de levar uma toalha e roupas íntimas secas para depois que sair da água.
O que fazer no Atacama Geysers del Tatio
De onde vem a água que enche a piscina...
Deixamos os gêiseres lá para às 9h e fizemos o trajeto de volta para San Pedro do Atacama. No entanto, paramos em dois lugares: ao lado do Rio Putana e no vilarejo de Machuca (a 4151 metros de altitude). 
O que fazer em Atacama Povoado de Machuca
Povoado de Machuca visto de cima...
O primeiro lugar foi para observarmos as lhamas que estavam pastando. 
O que fazer em Atacama Povoado de Machuca
Lhamas...
Já no segundo, fomos conhecer esse vilarejo super simples e que me deu tristeza, pois é tudo muito isolado.
O que fazer em Atacama Povoado de Machuca
Os poucos moradores aguardam os turistas para venderem seus artesanatos, as empanadas e os churrasquinhos de carne de lhama. 

Comemos as empanadas... Não tive coragem de enfrentar o churrasquinho não...
O que fazer em Atacama Povoado de Machuca
Mais próxima...

O que fazer em Atacama Povoado de Machuca
Degelo..

O que fazer em Atacama Povoado de Machuca
Degelo próximo ao Rio Putana
No caminho, o guia foi nos explicando sobre a questão das rochas, das tectônicas de placas e ainda paramos para algumas fotos em paisagens especiais na estrada. 
Vulcões no Atacama
Olha a fumacinha saindo do vulcão...


O que fazer em Atacama Povoado de Machuca
Ao longe, os flamingos...

O que fazer em Atacama Povoado de Machuca
Pena que eles estão mesmo muito longe, he he he...
E, da janela do ônibus, foi possível observar os cactus de Guatín e o rio das Termas de Puritama que havíamos visitado dois dias antes. 
O que fazer em Atacama Trilha Cactus de Guatín
Essa foto está "pobrinha" de cactus... Mas tem muitos nessa região.
Em Guatín, existe uma trilha que tem como fim as piscinas das Termas. Olha que relaxante!!!! Pena que não deu tempo para fazermos...
O que fazer em Atacama Termas de Puritama
Rio das Termas...
Chegamos a San Pedro às 12h. Aí você me pergunta: 
"Por que ir tão cedo, se 12h já está de volta?". 
É porque o ápice desse fenômeno acontece cedo, naquele horário. E depois vai acabando por volta de 10 horas, 11 horas... Tanto que quando saímos, eles estavam com pouquíssima atividade.

Fomos almoçar no nosso restaurante mais que conhecido: o Solcor... Depois do almoço, fomos confirmar o passeio astronômico na Space

Acho que deve ser uma característica de quem trabalha lá ser azeda... Não era a “tia” da primeira vez, mas sim uma moça jovem também MUITO azeda. 

Confirmamos o passeio, pagamos e voltamos ao hotel para descansar. Afinal, teríamos o passeio astronômico às 23h e, para quem acordou às 3h, era necessário ter uma pausa ao longo do dia para aguentar firme à noite... 

Eu queria sugar TUDO que esse passeio teria a me oferecer, já que amo astronomia e o Atacama possui o segundo melhor céu para observação no mundo!!!! Mas esse relato ficará para o próximo post!

Espero que tenha gostado dos Gêiseres del Tatio!

Até quarta-feira

Super beijo

Carolina
Para mais posts sobre a viagem para o Atacama, acesse:

Precisando de hotel no Atacama ou em qualquer outro lugar? 
Reserve usando o link do blog. 
Você não paga a mais por isso e ainda ajuda o Viajar correndo a receber uma comissão.
Booking.com

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter



Reserve nos parceiros do blog Viajar correndo:

Produtos com desconto


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

8 comentários:

  1. Olá Carolina

    Que riqueza de detalhes sua matéria. Atacama não é só deserto, há muito que ver além de deserto.
    Parabéns pelo post.

    Abraços
    Rita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rita!!! Você sempre presente!!! Atacama é mesmo um lugar com várias paisagens excepcionais!!!! Muito obrigada pelo comentário!
      Abraços
      Carolina

      Excluir
  2. Carol, nas suas postagens voltamos a viajar!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a ideia Tati!!! Que bom que consigo transmitir isso no texto!!!
      Muito obrigada querida!
      Um super beijo!
      Carolina

      Excluir
  3. Respostas
    1. Obrigada Dimas! O próximo post (na quarta) será sobre o passeio astronômico e o último (no domingo) sobre o Salar de Tara. Depois venha nos visitar para ver mais um pouquinho sobre o Atacama.
      Abraços.
      Carolina

      Excluir
  4. Esse passeio foi o mais surpreendente!
    Realmente chegar perto dos geisers é fantástico, aquecer o leita então....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não consigo elencar o meu preferido, Délio. Foi tudo tão maravilhoso, tão incrível. Foi uma viagem muito boa mesmo...
      Super beijo
      Carolina

      Excluir

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos...
Responderei o mais breve possível! Então, volte para ver sua resposta. Ou então, bem mais fácil: marque o "notifique-me" para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.
Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search