20 fevereiro 2019

UD Passa Quatro, como foi o Ultra Desafio Passa Quatro 30 km

Olááá! Tudo bem? Sábado passado foi dia de UD Passa Quatro. E nós estivemos lá no Ultra Desafio Passa Quatro para os 30 km. E é sobre isso que falaremos agora. Vamos lá?


UD Passa Quatro
O UD Passa Quatro aconteceu no dia 16 de fevereiro de 2019, na cidade de Passa Quatro, MG. Havia quatro distâncias na prova:
  • 15 km;
  • 30 km;
  • 80 km;
  • 120 km.
Nós optamos pelos 30 km. 
UD Passa Quatro

Entrega de Kits para o UD Passa Quatro

Chegamos na sexta-feira, véspera de prova, e aproveitamos para pegar nossos kits. Afinal, a entrega foi das 14h às 20h nesse primeiro dia. 

No entanto, também havia a opção de retirar no dia da prova mesmo, para quem fosse no mesmo dia. E isso é excelente, né?

O kit era composto por uma sacolinha de papel, uma camiseta e um brinde que poderia ser escolhido: um buffer ou uma caneca. Eu escolhi o buffer e Otávio a caneca, ha ha ha... 

O dia do UD Passa Quatro

Acordamos com chuva. Na verdade, choveu a noite inteira... E como não tinha tido previsão de chuva, eu nem me preocupei em levar tênis com grip. Afinal, o trajeto era de estradão, com absolutamente nada de mata fechada.
UD Passa Quatro
Bom, mas naquele momento não havia nada a ser feito a não ser ir com meu super tênis normal... Enfrentamos a chuva e chegamos ao local da largada...

Muitos corredores ainda estavam pegando seus kits.

Como já é de praxe, antes da largada de qualquer prova da Ultra Runner Eventos acontece a execução do Hino Nacional. 
Como foi o UD Passa Quatro
Hino cantado, hora de partir... E lá fomos nos enfrentar as estradas de Passa Quatro com lama, muita lama...
Como foi o UD Passa Quatro
O trajeto foi diferente de todas as outras provas que já fizemos por lá e isso foi ótimo!
Como foi o UD Passa Quatro
Passamos até pela primeira estação do Passeio de Maria Fumaça. 
Como foi o UD Passa Quatro
Fomos beirando os trilhos do trem por um longo tempo até que começamos a subir. 
Como foi o UD Passa Quatro

Como foi o UD Passa Quatro
O pessoal dos 15 km se separou da gente no primeiro Posto de Controle (PC) no km 8, mais ou menos. 
Como foi o UD Passa Quatro
E sempre que elas aparecem, eu preciso fotografar... As flores da infância...
Ali aproveitei para parar, beber um isotônico e dar uma acalmada porque a subida que começaria seria bizarra. Não só pela altimetria, como também pela lama.

Ainda bem que levei meus bastões. Mesmo estando em dia com a musculação, tenho plena consciência de que eles me ajudaram muito a minimizar o esforço... E também a me prender no chão, ha ha ha ha ha ha...

Km 13, aproximadamente, mais um PC apareceu. Parei um bom tempo lá para comer. Estava com uma fome louca e ataquei as maçãs. Já tinha usado um gel, mas, na boa, não sou mais fã disso não...

E lá fomos, eu e Otávio, na busca pela finalização dos 30 km. O pessoal dos 80 km e dos 120 km foram para o outro lado...

Um pouco mais de subida, mas nada comparado às primeiras...  
Como foi o UD Passa Quatro
Por volta do km 17 começamos a descer... Estava frio demais, pois batia um vento gelado e eu estava molhada. Então, aproveitei as descidas para sentar a bota, ou melhor, o tênis...
Como foi o UD Passa Quatro
Infelizmente, meu Garmim esta velhinho e ele não está com uma boa duração de bateria. E como eu demorei bastante para chegar no km 18, ali mesmo ele apagou! Uma pena não pelo tempo em si, mas por não marcar o meu mapa completo (acho tão bonitinho).

Fui meio perdida em relação à distância. Tinha lido que haveria mais um PC no km 23. Parecia que eu já tinha corrido tanto, mas nada de PC.
Como foi o UD Passa Quatro
Aí resolvi andar um pouco. Mas nem fiz isso por muito tempo. Eis que vejo um fotógrafo. Não tem como, né? E lá vem a “força do fotógrafo” para fazer com que voltemos a correr...

Passado o fotógrafo inicial, mais fotógrafos apareceram e a visão do terceiro PC também.  Aleluia!

E lá fui recompensada com o melhor isotônico da prova. Muito obrigada ao senhor que fez. Eu nem perguntei o nome dele, mas ele sabe que foi ele, he he he he...
Como foi o UD Passa Quatro
Mais descidas e lá fui eu correndo, correndo, correndo, para ver se chegava mais rápido. Voltamos para a linha férrea e logo já estava na cidade novamente.

Aí foram mais dois quilômetros para chegar. Confesso que andei esses quilômetros finais. Mas o mais interessante foram as pessoas dando força nesse momento. EU AMO ISSO!

Crianças no terraço da casa delas desejando boa prova, carro passando e buzinando desejando boa prova, palavras de incentivo de um motoqueiro de “força guerreira”. Bom, só tenho a agradecer por isso.

E eis que com 4h21m, atravesso o pórtico de chegada! Encontrei o Leandro, que fez questão de me zoar porque “deixei Otávio para trás”. Mas logo ele estava chegando também!
Como foi o UD Passa Quatro
Para ver como foi essa experiência, confira o vídeo:


Inscreva-se no Canal Viajar correndo para não perder as novidades...

A prova acabou para a gente, mas o pessoal das quilometragens maiores ainda estava na batalha. Tanto que depois de almoçar, descansar e jantar, sentamos em frente à pousada em que estávamos hospedados para aplaudir essa galera que estava chegando já tarde da noite.

Isso desperta um sentimento muito bom. Ver aquelas pessoas que passaram o dia inteiro em sua luta pessoal bem próximas à sua meta é fabuloso. Adorei, mais uma vez...

E, claro, além de tudo isso, acho que o mais importante foi nada de ruim ter acontecido devido à lama e por estarmos com os tênis errados. Não caímos e não nos machucamos... Isso foi o mais espetacular! Mais uma gratidão...
Como foi o UD Passa Quatro
Meus companheiros de corrida... Os bastões...
Espero que tenha gostado! Você já foi para uma prova com algum equipamento errado? Como foi a experiência? Conte aqui nos comentários. Vou adorar continuar essa conversa!

Até domingo!

Um super beijo,

Carolina

Para ver como foi a P4 Ultra Expedition Race, acesse:

Confira também o post:

Precisa de hotel em Passa Quatro ou em qualquer outro lugar? Utilize o nosso parceiro. Você não paga a mais por isso e ainda ajuda o Viajar correndo a receber uma comissão. 



Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter



Reserve nos parceiros do blog Viajar correndo:

Produtos com desconto


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos...
Responderei o mais breve possível! Então, volte para ver sua resposta. Ou então, bem mais fácil: marque o "notifique-me" para ser avisado por e-mail quando o seu comentário for respondido.
Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search