11 maio 2016

O Lavandário: surpresa em Cunha.

Oláááá! Tudo bem? O post de hoje é sobre O Lavandário, em Cunha. A Provence brasileira guarda surpresas deliciosas para seus visitantes. Vamos lá...
O Lavandário em Cunha
Boas vibrações para vocês...
No sábado, eu publiquei uma notícia na fanpage do blog sobre O Lavandário, em Cunha. Como foi aniversário da cidade recentemente (20 de abril), achei que seria uma boa ideia compartilhar a nossa experiência nesse local tão diferente... 

Lembrando que estivemos lá em junho de 2014. Nossa, passou muito rápido!!!!! Quando fui procurar as fotos, estava olhando nos arquivos de 2015! No entanto, podem ficar tranquilos que pesquisei para saber como está hoje em dia e trazer informações atualizadas, he he he he... 

Para começar, eu preciso dizer que tenho MUITOS problemas com cheiros. Não sei se é alergia, ou o que é, mas tem uns perfumes que me enjoam com todas as forças. Sendo assim, passei muito tempo sem usar perfume, pois era passar e ficar enjoada e tendo dor de cabeça o dia inteiro. 

Entretanto, em um aniversário, ganhei um perfume de lavanda. Quase passei para frente, mas resolvi dar um voto de confiança... Nossa, foi uma bênção: eu usei e, simplesmente, nada aconteceu. A partir desse momento, minha vida virou uma lavanda perfumada...
O Lavandário em Cunha
Em casa, sem enjoos ou dores de cabeça, ha ha ha ha

Provence no Brasil...

Por conta disso, sempre quis conhecer a Provence, uma região da França onde são plantadas lavandas e mais lavandas. Via várias fotos e achava aquele “mar roxo” a coisa mais espetacular do Universo. 

Massss, a melhor época para ver os campos floridos era justamente quando ficaria mais difícil para ir: entre junho e início de julho. 

Um dia, do nada, lendo uma revista no avião, dou de cara com uma reportagem sobre O Lavandário, um lugar com plantação de lavandas no Brasil. Sério??? E o melhor, aqui “do lado” de casa quando comparado com a Provence, he he he he. 

Afinal, esse local fica em Cunha, SP, no Vale do Paraíba. Nem preciso dizer que trouxe a revista e passei a pesquisar tudo que era preciso para viajar e conhecer esse ambiente.

Enfim, o grande dia chegou. Fomos a Cunha de carro. Eram apenas 300 km, segundo o mapa do Google, e tal viagem deveria durar 4h30m. Bom, deveria, porque como eu ainda era neurótica com radares e etc, fui respeitando as velocidades que as placas indicavam na estrada, o que fez com que demorássemos muito (6 horas). 

Ok, sem problemas. O importante é que chegamos bem, apesar de tudo, e nos hospedamos na Pousada Cheiro da Terra (que havia sido indicada pela revista do avião e que depois soubemos que era do pai do nosso amigo Gabriel Rodrigues. Que mundo micro!). 
Cunha, como chegar
No dia seguinte, pela manhã, visitamos a Pedra da Macela e, na volta, o grande momento: O Lavandário


O Lavandário em Cunha

Ele está localizado no km 54,7 da Estrada Cunha-Paraty, que era justamente o caminho entre a cidade e a Pedra da Macela. Então, deu tudo certinho: visitamos o lugar mais distante primeiro (Pedra da Macela) e depois, no retorno, passamos por lá. 
Vista da Pedra da Macela.
Vista da Pedra da Macela. Dá para ver Paraty. É muito lindo!
Ao chegarmos no portão, havia um interfone. Otávio foi lá anunciar a nossa chegada e logo já estávamos entrando. Havia vários carros estacionados perto do portão. Então, nós paramos por lá mesmo e subimos a pé. 

Depois, vimos que os carros podiam subir e parar mais em cima. Tudo bem, fica a dica para quem for depois, he he he...

O lugar é um mar tingido de roxo. Possui uma visão espetacular não só das lavandas em si, mas também de todas as montanhas e paisagens das redondezas. 
O Lavandário em Cunha


O Lavandário em Cunha
Vista magnífica das redondezas...


O Lavandário em Cunha
Indo para as plantações...
Depois de explorar as plantações, passamos na lojinha onde são vendidos produtos de lavanda, claro! Nem preciso dizer que amei, né? 
O Lavandário em Cunha


Uma descoberta triste sobre o Lavandário...

Enquanto pesquisava sobre o momento atual da atração, tive uma constatação triste... Infelizmente, na época em que fomos, não havia uma iguaria que me deixou com água na boca. 

Está vendo? O legal de escrever este post, além de relembrar essa viagem, foi descobrir que na loja de O Lavandário agora há um sorvete de lavanda. Gente, como assim??? Isso deve ser muito bom e agora eu estou MUITO tentada a voltar para poder experimentar esse sabor diferente... 

Informações importantes sobre o Lavandário

Endereço: km 54,7 da Estrada Cunha-Paraty.

Horário de funcionamento: Sexta-feira a domingo e feriados, das 10h até o pôr do sol.

A entrada é gratuita (oba!). 

No site há uma indicação para chegar até às 17h15 para ver o pôr do sol. Nós fomos embora antes, pois ainda queríamos almoçar (já que Carolina com fome não é uma boa pessoa, he he he he).

Ficou interessado também? 

O melhor caminho, a partir do Rio, é seguir através da Via Dutra até Guaratinguetá e entrar na Rodovia Paulo Virgínio (SP-171), que leva a Cunha. 

Também é possível ir através da Rio-Santos e depois entrar na Paraty-Cunha. No entanto, eu sempre ouço falar que essa rodovia está em obras eternas. Então, eu iria pela Via Dutra mesmo. 

Espero que tenha gostado...
Até domingo.

Um super beijo

Carolina


Já que estamos em Cunha, confira também 
Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter



Reserve nos parceiros do blog Viajar correndo:

Produtos com desconto


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

6 comentários:

  1. Gente, eu nunca ouvi falar de tal maravilha aqui no Brasil, também só sabia da existência desses lindos campos de lavanda na Provence.
    Mais uma ótima dica, Carol!
    Valeu.
    Beijo,
    Dani.
    Blog Dani Corredora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Dani! Tem muita coisa legal no Brasil que ainda temos que descobrir, né? E se for correndo, vai ser melhor ainda, he he he he...
      Um super beijo...
      Carolina

      Excluir
  2. Estou eu aqui visitando a sua cria!! hehehe... Adorei o post Carol e a maneira como escreve. Adoro lavanda! Quando eu for ao Rio vou me programar para conhecer esse recanto. Beijos Drika

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ebaaaaa, obrigada pela visita Drika! Que bom que gostou.
      Sim, sim, vale muito a pena dar uma passada lá. Masssss, vá com um sapatinho adequado, he he he he he he he...
      Um super beijo
      Carolina

      Excluir
  3. Carol,
    que DEMAIS! Lugar mais lindo esse! E eu sou como você: tenho PAVOR de cheiros... tenho rinite alérgica e sofro muito com cheiros.. Mas, a lavanda não me atrapalha em nada! Curioso isso, né?! Acho uma delícia! Não espirro, garganta não coça, não dá coriza, nada!
    Deu muita vontade de conhecer esse lugar maravilhoso!
    Valeu por compartilhar!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que surpresa saber disso... Porque como você usa vários produtos (seja para maquiagem ou para cabelos), eu achei que o cheiro não te incomodasse. Mais uma surpresa que o Lavandário proporcionou, he he he he...
      Um super beijo
      Carolina

      Excluir

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search