domingo, 11 de setembro de 2016

Niagara Falls, visitando o lado americano

As Cataratas do Niágara

Olááá! Tudo bem? Você se lembra do famoso episódio do desenho Pica Pau, no qual ele desceu a Niagara Falls em um barril? Pois é, eu nunca assisti a esse episódio. No entanto, quando disse que tinha ido lá, váááárias pessoas comentaram sobre esse desenho. Eu não desci em um barril, mas fui visitar essas quedas d’água tão famosas. Misteriosamente, elas não estão na lista de Patrimônio Natural da UNESCO. Você acredita nisso? Bom, então, vamos lá.

Seguindo a dica do amigo Marcelo Jacoto, fomos até Niagara Falls por conta própria (obrigadaaaaaa!). Foi a melhor coisa que poderíamos ter feito e contarei sobre isso em um post no futuro. Adianto que isso foi ótimo pela liberdade que nos deu. Conseguimos aproveitar melhor as atividades, sem a pressão de uma excursão.

As Cataratas do Niágara (Niagara Falls, em Inglês) são um agrupamento de três grandes cataratas localizadas no rio Niágara. São elas: as Cataratas Canadenses (Horseshoe), as Cataratas Americanas (American Falls) e a Catarata Véu da Noiva (Bridal Veil). Elas estão entre os lagos Erie e Ontário, na fronteira entre o estado norte-americano de Nova Iorque e a província canadense de Ontário. Tanto a cidade canadense quanto a americana é chamada de Niagara Falls.

Niagara Falls, lado americano

A parte americana está no Parque Estadual Niagara Falls. Se você está no lado canadense e quer chegar lá, é necessário atravessar a Rainbow Bridge (Ponte Arco-íris). Esse trajeto pode ser feito de veículo ou a pé. Nós atravessamos a pé. Então, relatarei como foi para essa forma de travessia.

IMPORTANTE: Para entrar nos Estados Unidos, mesmo que seja para uma visita rápida ao parque, é necessário ter o visto americano. NÃO SE ESQUEÇA DISSO.

Saindo do Canadá

Para sair, o processo é bem simples. Não há um agente e nem mostramos passaporte para ninguém. No entanto, há uma mega placa avisando que para voltar seria necessário ter um passaporte (com visto canadense) ou certidão. Há apenas uma roleta para sair e, para ela funcionar, é preciso colocar duas moedas de 0,25 CAD. Pronto, estávamos no caminho para a fronteira.

A fronteira

Não há uma linha delimitando a fronteira entre os dois países (tipo Greenwich). A gente sabe que é ali porque as bandeiras estão no local e há uma plaquinha. É possível parar e ver as quedas d’água tanto do lado canadense quanto do lado americano da Rainbow Bridge. Aliás, esse nome para a ponte foi dado devido à boa localização para ver arco-íris que se forma nas cataratas.


Niagara Falls
Fronteira...
Niagara Falls
Plaquinha...
Andamos mais um pouco e chegamos à entrada da alfândega.

Niagara Falls
Quase lá...

Entrando nos EUA

Para entrar, há um espaço entre duas portas onde as pessoas esperam pela chamada do agente de imigração. Aí, quando isso acontece, é só se dirigir a uma cabine onde eles fazem os trâmites.

O oficial perguntou o que faríamos ali e se já havíamos estado nos EUA anteriormente. Como a minha resposta foi afirmativa, ele quis saber o ano. Ainda bem que disse o ano certo, pois estava em dúvida. Isso mesmo, eu não sabia se tinha sido em 2013 ou em 2014 (para fazer o Desafio do Dunga). Ele também informou que havia uma taxa de entrada de US$ 6,00 para cada pessoa. Depois que falamos que pagaríamos, ele imprimiu um papel e grampeou em nosso passaporte. Depois descobrimos que o papel tinha que ser devolvido na entrada no Canadá. Em seguida, fomos direcionadas para o local de pagamento. A partir dali, “estávamos livres”...

O Parque Estadual Niagara Falls

O Niagara Falls State Park é o parque estadual mais antigo dos EUA. Ele é aberto 24 horas por dia, sete dias por semana. No entanto, as atrações possuem horários. Então, se for só para ver as cataratas, você pode ir em qualquer horário. Já se quiser ir a algumas das atrações (ou a todas) fique atento. Confira no site das atrações os horários de funcionamento das mesmas.


Niagara Falls
Placa do Parque Estadual Niagara Falls
Niagara Falls
Entrada do Centro de Visitantes
Niagara Falls
Ponte de pedestres para Goat Island. Passa em cima de uma parte do Rio Niágara.
Niagara Falls
American Falls
Como disse anteriormente, são três quedas que podem ser divididas em dois grupos separados pela Goat Island. Um grupo é a Horseshoe Falls (ferradura, em Inglês, devido à sua semelhança com uma). Elas estão localizadas no lado canadense. O outro grupo é a American Falls (lado americano) juntamente com Bridal Veil Falls (Véu de Noiva). Esse grupo está separado um do outro pela Luna Island. Veja a imagem abaixo para entender melhor.

Niagara Falls
Essa ilha maior é a Goat Island. Ao lado dela (embaixo), há a Three Sisters Islands. Ao lado dela, mas na parte superior, está a Luna Island.

Niagara Falls
Eu, na Luna Island...
Nós caminhamos pelo parque até o Terrapin Point


Niagara Falls
Terrapin Point é a parte pertinho da queda da Horseshoe (canto direito do mapa)



Niagara Falls
A bruma estava intensa. Usei minha capinha de Foz do Iguaçu...

Niagara Falls
No caminho para o Terrapin Point.
Havia um veículo que custava US$ 3,00 que leva a todos os pontos importantes do parque. Inclusive, ele deixava bem próximo das Three Sisters Islands. No entanto, não fomos a esse ponto porque ainda queríamos curtir o lado canadense e não estávamos de ônibus. A ida a pé demandaria um tempo maior, que não tínhamos.

Outra atividade que não fizemos, mas que parecia ser bem legal é a Cave of the Winds (Caverna dos Ventos). Nessa atração, o visitante chega bem próximo ao Véu de Noiva. Claro que, mesmo com a capa, o banho é garantido, he he he he... 


Niagara Falls Cave of the Winds
No lado direito, próximo ao Véu da Noiva, há as passarelas do Cave of the Winds. 

Maid of Mist

Depois de conhecermos grande parte do parque, lá fui eu fazer o passeio fluvial. A embarcação chama-se Maid of The Mist (Donzela da Neblina). Na verdade, a ideia original desse barco era realizar o transporte entre o lado americano e o canadense da fronteira. Isso foi em 1846, antes da construção de uma ponte. No entanto, a partir de 1854, a embarcação passou a ser usada como atração turística.

Para participar, foi preciso comprar um ingresso (que foi US$ 18,00 e ainda veio com um postal). Liberada a passagem, peguei um elevador e logo estava no nível do rio, pronta para embarcar. 
Niagara Falls
Postal Maid of the Mist
Niagara Falls
Ingresso com as cataratas ao fundo...
Niagara Falls
Local de embarque, visto de cima...
Depois de apresentar o ticket, recebi a famosa capa azul (característica do passeio americano) e fui para a fila. A capa é descartável, mas, CLARO, que trouxe a minha, he he he he...

Niagara Falls Maid of the Mist
Capinha azul...

Niagara Falls
Na fila. Está linda, para não dizer o contrário... ha ha ha ha...
Depois de muita gente embarcar, lá fomos nós em direção às imponentes cataratas. O barco tem um sistema de som, mas vou te falar que não ouvi nada, pois estava tudo muito barulhento. Primeiro vimos de perto as do lado americano. Depois seguimos até a Horseshoe Falls. Achei muito emocionante ver aquele mundão de água de perto. Engraçado, eu fiz os passeios de Foz do Iguaçu (tanto do lado brasileiro quanto do argentino). Entretanto, não fiquei tão emocionada quanto nesse passeio.

Niagara Falls
American Falls.
O passeio demorou trinta minutos e eu não saí tão molhada quanto imaginei (tinha levado até roupa para trocar). O barco foi até a Rainbow Bridge e retornou ao ponto onde havíamos embarcado. Peguei novamente o elevador e fui até a torre de observação para ver mais um pouco desse paraíso na Terra. Era hora de encontrar minha tia e retornar ao Canadá.

Voltando ao Canadá

Depois da visita ao parque, voltamos ao Canadá. A saída dos EUA foi feita por uma roleta (tipo aquela que sai da Supervia). 


Niagara Falls
Direções...
Niagara Falls
Vai dizer que não parece a roleta da Supervia?
Era atravessar a Rainbow Bridge de novo e chegar a um local onde o agente da imigração verificaria o passaporte. Bastou sair da sala e... WELCOME TO CANADA.

Espero que tenha gostado do passeio e tenha ficado com vontade de ir conhecer esse local. Claro que algumas pessoas vão dizer que as Cataratas do Iguaçu são mais volumosas e mais bonitas. Inclusive, são mais perto... Acho que não é uma questão de serem mais ou menos bonitas, mais perto ou mais distante. Considero que tem a ver com a oportunidade de conhecer um local diferente. Um local que demonstra como somos pequenos e vulneráveis frente à grandiosidade do mundo. Afinal, só o Pica Pau (e mais doze pessoas) para enfrentar essa força da natureza em um barril. Ah, e dessas doze, duas morreram.

Na quarta-feira, o post será um complemento a esse. Na verdade, será sobre o lado canadense de Niagara Falls. 


Niagara Falls
Adoro essas coisas... O legal seria ter a linha, masssssss...

Então...

Até quarta-feira.

Um super beijo

Carolina


Assine a newsletter do blog


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

4 comentários:

  1. Que viagem, hein Carol? Tudo de bom!
    Eu assisti recentemente aquele programa O Mundo Visto de Cima sobre as Cataratas do Niágara e fiquei encantada.
    Beijo,
    Dani.
    Blog Dani Corredora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Dani, gostava de assistir a esse programa. Tem umas coisas muito legais. No entanto, o de Niágara não vi não. Deve ser lindo... Eu não tive coragem ($$$$) para fazer o passeio de helicóptero, ha ha ha ha. Então, vi Niágara ao nível do rio e dos mirantes, he he he he...
      Um super beijo...
      Carolina

      Excluir
  2. Carol, eu vi esse desenho. hahahahahahahaha
    Fiquei imaginando você no barril. Morri de rir.
    beijos
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Helena!!!! Quanto tempo!!!!
      Eu achei no YouTube e consegui ver. Gente, que coisa louca. E é bem pequenino o episódio.
      Nem pensar em descer aquilo lá... Não sou tão aventureira assim, he he he he. Massssss, o bom é que faço as pessoas rirem, tá vendo? Isso é saudável...
      Um super beijo!!!
      Carolina

      Excluir

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...