quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Bosque da Freguesia, um refúgio no Rio de Janeiro

Olááá! Tudo bem? O post de hoje é sobre o Parque Natural Municipal Bosque da Freguesia, um dos últimos remanescentes de mata em Jacarepaguá, Rio de Janeiro. Com ele, faço a minha segunda participação no projeto #MoradorTurista idealizado pela Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem (RBBV). Vamos lá?

O nome oficial do Bosque da Freguesia é Parque Natural Municipal Bosque da Freguesia. Entretanto, raramente você vai ouvir alguém falar assim dele. É Bosque da Freguesia e pronto! Todo mundo entende do que estamos falando.

Bosque da Freguesia
Placa na entrada principal.
O Bosque da Freguesia está localizado na Av. Tenente Coronel Muniz de Aragão, sem número, na Freguesia, em Jacarepaguá. 

Bosque da Freguesia
Localização do Bosque da Freguesia. Uma ilha verde no meio do concreto. Imagem: Google Maps.

É um local onde as pessoas buscam praticar esportes ou somente passear e aproveitar os seus 31000 m² de área verde. O Bosque da Freguesia oferece 2,2 km de trilhas, além de um campo de futebol, uma quadra polivalente, uma biblioteca (com fins ambientais), uma sala de Educação Ambiental, meliponicultura e um parquinho infantil. Quem administra o Parque é a Fundação Parques e Jardins.


Bosque da Freguesia
Campo de Futebol. 

Bosque da Freguesia
Quadra Poliesportiva.

Bosque da Freguesia
Parquinho infantil. Guarita da entrada pelo Rio Shopping ao fundo...

Um pouco da história do Bosque da Freguesia

Antes de ser um Parque Natural, a área que compreende o Bosque da Freguesia era uma fazenda. Ali havia uma produção agrícola, um pomar e a criação de diversos animais (suínos, gado, equinos e aves). O local também era utilizado como lugar de veraneio para Joaquim Catramby, o dono da fazenda, e seus familiares.

Em 1987, começaram as mobilizações de ambientalistas e da Associação de Moradores da Freguesia para transformar o local em um parque público. Isso resultou em uma legislação de proteção ao bem natural. Ao mesmo tempo, foi dado o primeiro passo na negociação entre o Poder Público e os proprietários particulares da área.

No ano seguinte, a sede da fazenda foi demolida e o local passou a abrigar uma escola de equitação. Quando os antigos proprietários morreram, o terreno foi vendido. Uma parte foi comprada pela Dirija Distribuidora de Veículos S.A.

Já no ano de 1989, foi criada a Lei 1512 que estabeleceu o tombamento municipal da área, prevendo sua delimitação, que só foi feita a partir do Decreto Municipal 11830, de 1992. A tal área pertencente à Dirija foi negociada pela Prefeitura em troca de licença para implantação de uma concessionária de veículos (que está lá até hoje) e de um shopping center (o Rio Shopping).

O Bosque da Freguesia foi totalmente revitalizado pela Prefeitura em 2002. Foi feita a construção de uma sede, além da melhoria de trilhas, quadra e campo de futebol. Também foi aberto um portal de acesso ao Rio Shopping, incluindo uma rampa para cadeirantes e carrinhos de bebê.


Bosque da Freguesia
Sede do Bosque da Freguesia.

Entre 2009 e 2013 foram plantadas 11000 mudas de árvores nativas.

Informações ambientais

A mata que compõe parte do Bosque da Freguesia não é original. Isso porque, durante o período colonial, a floresta original foi gradativamente substituída pela cultura da cana-de-açúcar. Já a fauna é tipicamente urbana, predominando as aves.

Ao lado do Bosque da Freguesia passa um riacho (que já foi alterado por inúmeras obras). É o Rio Sangrador, que possui 9 Km de extensão.

O que fazer no Bosque da Freguesia

Como disse, o Bosque da Freguesia possui, aproximadamente, 2,2 Km de trilhas de terra batida. Essa quilometragem total está dividida em cinco trilhas:
  • Trilha Sabiá (580 metros);
  • Trilha Caxinguelê (365 metros);
  • Trilha Bem-te-vi (394 metros);
  • Trilha Figueira (235 metros);
  • Trilha Pau-Brasil (635 metros).

Antigamente, não havia a diferenciação entre as trilhas. Era uma que contornava o Bosque da Freguesia (que hoje engloba as Trilhas Sabiá, Figueira e Pau-Brasil). Outra que dividia a primeira em duas partes (que hoje é a Trilha Caxinguelê). Além de uma terceira que saía do limite da primeira (hoje, Trilha Bem-te-vi).

Bosque da Freguesia
Mapa das trilhas no Bosque da Freguesia.

O passeio por essas trilhas é muito tranquilo. Há sinalização através de placas. O visitante pode ver diversos exemplares da fauna e da flora do Bosque da Freguesia. Além disso, a caminhada é repleta de sons dos animais.


Bosque da Freguesia
Um pequeno vandalismo nas placas (foi o único que eu vi por lá...).

Bosque da Freguesia
Placas no entroncamento entre as Trilhas Caxinguelê e Pau-Brasil

Bosque da Freguesia
Placas sinalizadoras na entrada do Bosque da Freguesia.

Há um espaço (nas duas entradas) com mesas onde, além de jogar damas e xadrez, podem ser feitos piqueniques.

Perto do entroncamento das trilhas do Caxinguelê e Pau-Brasil, há um espaço para a meliponicultura. Meliponicultura é a criação racional de abelhas sem ferrão. No Bosque da Freguesia, ela é realizada pela Associação de Meliponicultores do Rio de Janeiro, a AME-RIO.

Bosque da Freguesia
Meliponicultura.

Informações importantes sobre o Bosque da Freguesia

A entrada principal do Bosque da Freguesia está localizada na Avenida Ten. Cel. Muniz de Aragão, sem número. A entrada secundária é acessada pelo estacionamento do Rio Shopping.

Bosque da Freguesia
Entrada pela Av. Cel. Muniz de Aragão

Falando em estacionamento, não há estacionamento para visitantes na entrada principal. Você verá um local com alguns carros, mas é um estacionamento privativo de funcionários. Caso o visitante queira ir de carro, é aconselhável parar no estacionamento do Rio Shopping. Mesmo sendo pago, é mais seguro para evitar problemas como multas por estacionamento em local indevido.

Caso o visitante queira ir de bicicleta, há um bicicletário na entrada principal e dois na entrada próxima ao Rio Shopping. Não é permitido andar de bicicleta nas trilhas do Bosque da Freguesia.
Bosque da Freguesia
Bicicletário na entrada principal.

Bosque da Freguesia
Bicicletário próximo ao estacionamento do Rio Shopping.


Horário de Funcionamento do Bosque da Freguesia: terça-feira a domingo, das 7h às 17h.

Valor: Gratuito.

Não há lanchonetes no Bosque da Freguesia. No entanto, há um bebedouro e banheiros na guarita na entrada principal. Também há banheiros na sede do parque.

Este post, como disse anteriormente, faz parte do Projeto Morador Turista da Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem – RBBV. Ele é a minha segunda participação no projeto. Caso queria conferir a primeira, que foi sobre o H.Stern Workshop Tour. Acompanhe a hashtag #moradorturista nas principais redes sociais e descubra novos lugares com os nossos mais de 1000 blogueiros. Para mais detalhes, acesse Projeto MoradorTurista.

Espero que tenha gostado e que faça, em breve, uma visita ao Parque Natural Municipal Bosque da Freguesia, ou somente Bosque da Freguesia, para os mais íntimos, he he he.

Até domingo,

Um super beijo

Carolina


Assine nossa newsletter
Assine nossa newsletter

Está programando uma viagem? Então, compre suas passagens aéreas através dos banners dos parceiros (LATAM e Avianca) do blog Viajar correndo. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a receber uma comissão.

_Promo USA 728x90


Aproveite e reserve também seu hotel através do Booking.com. Clique no banner abaixo e faça sua reserva facilmente...



Pesquise e alugue seu carro através da Rentcars.com. Clique no banner abaixo e consiga as melhores ofertas!

Viajar correndo

Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

24 comentários:

  1. Parece bem legal... sempre vou ao rio mas nunca fui a este lUGAR. Parabéns pelo post. Abraços, lala rebelo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lala, o Bosque da Freguesia não fica na área mais turística da cidade. Então, ele não é muito conhecido mesmo...
      Obrigada!
      Abraços
      Carolina

      Excluir
  2. Que bacana! Não sabia sobre esse. Uma boa opção para turistar! Valeu pela dica.

    =*
    Keul
    www.turistandonomundo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Keul!É uma opção sim. No entanto, Jacarepaguá não fica na parte mais turística do Rio (e já dizia a música "Jacarepaguá é longe..."). Então, o Bosque não é muito divulgado para essa finalidade.
      Beijos
      Carolina

      Excluir
  3. admito que nunca fui a jacarepagua! nao sabia que tinha este parque por la!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Ana Clara. O bom do projeto #MoradorTurista é justamente mostrar pontos fora do comum da cidade. Assim, novos locais são divulgados, né?
      Obrigada pelo comentário.
      Abraços
      Carolina

      Excluir
  4. Legal a dica, não conhecia! Parabéns. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!!! Obrigada Patricia!!!!
      Abraços,
      Carolina

      Excluir
  5. Muito legal esse projeto da RBBV, tão legal conhecer lugares pelos olhos de quem vive... a essência dos posts costumam ser bem mais intrínseco. Adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está curtindo o projeto Mirella!!!
      Beijos
      Carolina

      Excluir
  6. Oi Carol!
    Esse projeto é muito legal, eu nunca tinha ouvido falar nesse parque.
    Tô criando coragem, pra fazer o mesmo por aqui, hehe.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Makenna. Pois é, a essência desse projeto é justamente divulgar esses lugares não muito conhecidos, mas que possuem um potencial turístico!
      Poxa, faz sim! Vai ser ótimo poder acompanhar as sugestões de vocês!!!
      Beijos
      Carolina

      Excluir
  7. O Rio tem tantos cantinhos lindo e agradáveis. Eu moro aqui pertinho e não conheço esse bosque. Ótima dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que foi útil Bianca! Quando tiver um tempinho, dá uma passada por lá. As trilhas são curtinhas, então, não vai demorar muito!!!
      Beijos
      Carolina

      Excluir
  8. Que incrível este projeto, não sabia sobre este lugar. Aliás, fui ao Rio apenas 2x e quase não consegui conhecer muitos lugares. Amo trilhas e essa conexão com a natureza, com certeza um lugar do qual vou querer conhecer da próxima vez que voltar ao Rio.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Josiane! É que Jacarepaguá não fica na rota turística, então, as atrações não são muito divulgadas! Aqui também tem o Parque Estadual da Pedra Branca, local onde fica o pico mais alto da cidade do Rio (achavam que era na Floresta da Tijuca, mas hoje se sabe que é no PEPB). Também é um lugar legal para visita (ops, mais uma ideia de post para o #MoradorTurista, he he he).
      Obrigada!!
      Beijos
      Carolina

      Excluir
  9. Lugar maravilhoso e post completo! Parabéns! Adorei!

    ResponderExcluir
  10. Nossa, como tem lugares nas cidades que gente não faz ideia né? Amo lugar assim, voltado para a comunidade, e parece super bem cuidado! E puxa, sobre esse projeto maravilhoooosooo... Queria muito estar participando, mas meu ano começou extremamente agitado por conta do planejamento da minha viagem para a Tailândia :/ Bom, quem sabe publico os posts atrasados depois, né? Haha! Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Ester, que bom que gostou!!!!
      Não tem problema publicar atrasado não! Vai ser ótimo!!! Não deixe de participar! Vou acompanhar (já estou seguindo no Ista e no Face para saber quando você publicar, he he he he).
      Beijos
      Carolina

      Excluir
  11. Que bacana, não conhecia... mas certamente é uma ótima saida pra quem quer fugir do tumulto da cidade, além de lindo e em meio a natureza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah isso é verdade mesmo Ana!!! O mundo está caindo lá fora, tudo engarrafado e você, dentro do Parque, nem nota nada, ha ha ha...
      Obrigada por comentar!
      Beijos
      Carolina

      Excluir
  12. Parabéns pelo post, Carol! Nunca estive lá. Ainda não vai ser desta vez que irei conhecer. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que é um lugar fora dos roteiros turísticos do Rio mesmo, Drika!
      Quando você vier com mais calma, aí dará para você aproveitar esse e outros parques também legais (mas que também estão "fora do roteiro").
      Super beijo
      Carolina

      Excluir

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Pin It button on image hover