04 março 2018

Fortaleza de São João e Forte São José, muita história sobre a fundação do Rio de Janeiro

Olááá! Tudo bem? Há tempos queria conhecer a Fortaleza de São João (e, por consequência, o Forte São José). Nunca tinha conseguido por inúmeros motivos. No entanto, essa realidade mudou no final de semana passado.  Então, vamos conhecer esses fortes do Rio de Janeiro.


Fortaleza de São João
Parte da Fortaleza de São João, vista da entrada da Baía de Guanabara 

Programando a visita à Fortaleza de São João

Para a visita é necessário realizar o agendamento.  Primeiro, fiz o contato telefônico (vou deixar o número no final post) e depois enviei um e-mail a pedido do soldado que me atendeu.

Alguns minutos depois recebi o e-mail de confirmação. O e-mail também continha as instruções para que a visita fosse realizada da melhor maneira possível. Agendei para mim, Otávio, Délio e Tati.

O dia de conhecer a Fortaleza São João

Fomos com nossos amigos Délio e Tati. Ao chegarmos, os soldados em serviço na entrada nos pediram os documentos e ficamos aguardando a chegada do soldado guia.
Passeio na Fortaleza de São João
Nós e o guia Juan
O guia Juan nos acompanhou até o estacionamento, onde havia uma vaga destinada aos visitantes.
Fortaleza de São João
A visitação começou no lugar destinado ao Museu do Desporto do Exército. A construção do museu em si não estava de pé, pois ele está passando por um projeto de restauração. No entanto, havia algumas esculturas relacionadas ao esporte como o busto do Barão de Coubertin e uma estátua de João do Pulo.
Fortaleza de São João
Busto do Barão de Coubertin

Fortaleza de São João
Estátua de João do Pulo
Na verdade, o esporte está super relacionado à Fortaleza de São João. O local abriga um complexo educacional na arte desportiva. Ela é a sede do Instituto de Pesquisa de Capacitação Física do Exército e da Escola de Educação Física do Exército.

Saindo da área do Museu do Desporto do Exército, seguimos até a Praça da Fundação da Cidade.
Fortaleza de São João
Essa praça é uma homenagem do Centro de Capitania Física do Exército e da Fortaleza de São João aos portugueses que chegaram com a intenção de expulsar os invasores franceses.

A Praça fica próxima à Praia de Fora, o local do desembarque de Estácio de Sá no dia 01 de março de 1565.
Fortaleza de São João

Fortaleza de São João


Fortaleza de São João
Praia de Fora vista da Baía de Guanabara
Além de uma paisagem linda da Baía de Guanabara, também é possível observar uma exposição de canhões Blomefield. Eles foram encontrados em 2006 a 12 metros de profundidade na área do Reduto São Teodósio.
Fortaleza de São João
Deixamos a Praça da Fundação da Cidade e vimos o Portão Histórico. Tombado pelo IPHAN, não tivemos a oportunidade de atravessá-lo, pois ele estava fechado.
Fortaleza de São João
Segundo o guia Juan, o Portão tem um valor simbólico enorme, principalmente, durante o cerimonial de incorporação da pessoa ao Exército. É como se fosse um rito de passagem.
Fortaleza de São João
Bom, portão fechado. A solução foi contornar o Museu do Desporto, passar pela Ponte Calógeras (e apreciar a paisagem) e ver a parte de trás do Portão Histórico.
Fortaleza de São João
Vista da Ponte Calógeras
Antes de subirmos ao Morro Cara de Cão, ainda passamos pelo Reduto São Martinho (onde havia um busto de Duque de Caxias e alguns canhões Whitworth) e pelo Reduto São Diego (posição que oficializa a entrada da Fortaleza de São João).
Fortaleza de São João
Busto de Duque de Caxias no Reduto São Martinho

Fortaleza de São João

Explorando o Morro Cara de Cão

E lá fomos nós pela Estrada D. Pedro II. Passamos pela Bateria Estácio de Sá e seguimos ao Reduto São Teodósio e Forte São José.
Fortaleza de São João e Forte São José

Fortaleza de São João e Forte São José

Fortaleza de São João e Forte São José
Entretanto, antes, passamos por mais uma bateria: Marques Pôrto.
Fortaleza de São João e Forte São José

Uma parada no texto para não enlouquecermos... Bateria? Forte? Fortaleza? Não são a mesma coisa? Não! Vamos ver a diferença:

Bateria=Uma bateria ou bataria, em arquitetura militar, é uma plataforma utilizada para dispor uma ou mais bocas de fogo numa fortificação.

Forte =uma ou mais baterias de Artilharia localizadas na mesma obra.

Fortaleza = duas ou mais baterias localizadas em obras independentes e com espaço entre elas.

Não descemos ao Reduto São Teodósio porque o acesso estava fechado. 
Fortaleza de São João e Forte São José
Reduto São Teodósio, parte inferior... Onde não conseguimos ir
No entanto, na parte superior do Reduto vimos o Canhão Armstrong. 
Fortaleza de São João e Forte São José
Ele é conhecido como Vovô. É o canhão de maior calibre no Brasil. São 550 Libras.
Fortaleza de São João e Forte São José
Canhão Vovô
O interessante nele (além do seu calibre) são as ranhuras no seu interior. Elas possuem a função de aumentar a aerodinâmica, a estabilidade e a precisão dos projeteis.
Fortaleza de São João e Forte São José
O Reduto São Teodósio tem um papel importante na defesa da cidade porque ele estreita a defesa da entrada na Baía de Guanabara.
Fortaleza de São João e Forte São José
Reduto São Teodósio. Olha o Canhão Vovô lá... Detalhe que antes de visitar a Fortaleza, eu nem tinha me ligado que o canhão estava nessa foto...
Continuamos a caminhada até o Forte São José. 
Fortaleza de São João e Forte São José
Forte São José nos aguarda
Passamos por mais um canhão. Dessa vez foi um Krupp chamado “Cachorro”. O nome é devido ao seu apoio de quatro rodas que lembra as quatro patas de um cão.
Fortaleza de São João e Forte São José
Canhão Cachorro
A particularidade desse canhão é porque ele foi o primeiro canhão no Brasil a ser carregado pela culatra.

Forte São José

Finalmente, chegamos ao Forte São José! 
Forte São José Urca
Placa na entrada do Forte São José
Na entrada, já vemos um estrago na sua parede. Ele foi causado por uma bala enviada do Forte Tamandaré durante a Revolta da Armada.
Forte São José Urca
Buraco causado pela munição enviada do Forte Tamandaré da Laje

Forte São José Urca
Forte Tamandaré em destaque e Forte São José ao fundo
São 17 casamatas. Cada uma tinha um canhão sobre um berço de reparo de fortaleza com estrado. Isso facilitava o manuseio e a movimentação do mesmo.
Forte São José Urca

Forte São José Urca
Canhão sobre um berço de reparo de fortaleza
Passeio na Fortaleza de São João
Forte São José visto da Baía de Guanabara

Interessante observar a construção do Forte São João. Assim como a Fortaleza de Santa Cruz, esse Forte também foi construído com pedras usando a técnica da cantaria. E olha a espessura das paredes... 1,4 metros. Sinistro, né?
Forte São José Urca
Pedras em cantaria
Em cada casamata também havia uma abertura que funcionava como uma chaminé. Isso ajudava a dissipar a fumaça originada do disparo.
Forte São José Urca
Buraco que funciona tipo uma chaminé
Notei que nas aberturas do Forte São José havia duas marcas nas pedras. Antes mesmo que eu perguntasse, o guia Juan nos explicou que havia como se fossem duas chapas que fechavam as aberturas do Forte. Elas funcionavam como proteção.
Forte São José Urca
Marcas onde eram colocadas as estruturas para fechar as aberturas do Forte São José
Já imaginou se durante a preparação do canhão (que não era algo muito rápido) o inimigo revidasse? Vai que ele tinha uma boa mira?
Forte São José Urca
Perto das casamatas estava o Paiol Aproximado. O nome já indica a sua função né? Guardar a munição para uso imediato.
Forte São José Urca

Forte São José Urca
Fomos para a parte superior do Forte São João. Além de visualizar mais paisagens, o guia Juan nos passou mais informações.
Forte São José Urca
Parte superior do Forte São José

Museu Histórico da Fortaleza de São João

Acima do Forte São José está o Museu Histórico da Fortaleza de São João.
Museu Histórico da Fortaleza de São João
Museu Histórico da Fortaleza de São João
O objetivo do museu é retratar a história do Brasil, reviver o memorial da fundação da cidade do Rio de Janeiro e resgatar a participação da Fortaleza de São João na defesa do Rio.

No Museu Histórico da Fortaleza de São João é possível ver painéis explicativos, uniformes, armamentos e munições.
Museu Histórico da Fortaleza de São João

Museu Histórico da Fortaleza de São João

Museu Histórico da Fortaleza de São João
Espessura da parede...


Museu Histórico da Fortaleza de São João
O que chamou atenção, para mim, foi:
  • O mini canhão Sculler de 2,5 polegadas;
  • A exposição com as Bandeiras do Brasil;
  • O painel com todas as Fortalezas e Fortes do Rio de Janeiro.
Museu Histórico da Fortaleza de São João
Canhão Sculler

Museu Histórico da Fortaleza de São João
Localização de todos os fortes e fortalezas no Rio de Janeiro

Museu Histórico da Fortaleza de São João

Museu Histórico da Fortaleza de São João
Saímos do Museu e fizemos o trajeto de volta no Morro Cara de Cão até o estacionamento. Infelizmente, o passeio à Fortaleza de São João havia chegado ao fim.
Fortaleza de São João

Aproveito para agradecer o guia Juan por todo o conhecimento passado. Parabéns pelo excelente trabalho realizado na Fortaleza de São João.

Informações importantes sobre a visita à Fortaleza de São João e Forte São José
Visitação gratuita
Endereço: Avenida João Luiz Alves, s/n, Urca.
Horário de Funcionamento: terça-feira a domingo, em dois horários: 9h ou 13h30.
Duração da visita: 2h30.
Necessita de agendamento prévio através do telefone (21) 2586-2203 (pedir para ser transferido para o Museu).
E-mail: sitiohistorico.fsj@gmail.com

Para conhecer outros fortes do Rio de Janeiro, confira os posts

Espero que você tenha gostado.
Até quarta-feira.

Um super beijo

Carolina

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter



Reserve nos parceiros do blog Viajar correndo:

Produtos com desconto


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

4 comentários:

  1. Oi Carol, foi muito bom visitar a Fortaleza de São João. Como descobrimos o quanto ainda existe a ser descoberto nesta cidade. E ,também, parabéns ao guia Juan.
    Vale o passeio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma excelente "descoberta". O lugar é lindo e tem muita história. E a explicação do guia foi muito completa mesmo...
      Vale realmente a visita!!!
      Um super beijo, Tati!
      Carolina

      Excluir
  2. Amei!
    Ja entrou na minha lista de prioridades 😊

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Aline! Na próxima vinda ao Rio, vamos lá visitar!!!
      Desculpe pela demora na resposta. Simplesmente, não recebi alerta de comentário publicado. Agora vou passar a olhar diariamente para saber se tem alguma coisa, porque não dá mais para confiar...
      Um super beijo,
      Carolina

      Excluir

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search