25 abril 2018

Canicross, nova modalidade na WTR Arraial do Cabo 2018

Olááá! Tudo bem? Hoje vamos falar de uma modalidade de corrida que envolve cães. É o canicross. Tive a oportunidade de ver uma competição do tipo durante a WTR Arraial do Cabo. Já queria falar sobre o canicross, mas nunca tinha tido oportunidade. Enfim, ela chegou... Vamos lá?

Já conhecia esse esporte, mas sempre tive dúvidas sobre ele. Tanto que ia convidar a minha amiga Priscila, que é veterinária, para gravar um vídeo falando sobre os prós e os contras. No entanto, a vida mudou (tanto para ela quanto para mim) e não gravamos.

Parece que o tema não tem nada a ver com viajar correndo, né? Afinal, canicross não é corrida de cachorro? Sim. Massss, para praticar o canicross muitos animais (e seus condutores) precisam viajar para correr. Então, tem a ver também... 

Canicross

Canicross é um esporte realizado por um ser humano e seu cachorro que envolve a prática de corrida em terreno irregular. 

Na verdade, o canicross pode ser praticado com um ou dois cães. Estes devem sempre  estar atrelados por uma guia ao condutor.

Origem

O esporte é originário do Reino Unido. A intenção era realizar treinamentos para cães de trenó ou tração. 

O primeiro Campeonato Mundial de Canicross aconteceu em 2002 na Itália.

Quem pode praticar e exigências

Naturalmente, um exame médico é obrigatório antes de sair correndo com o cachorro. Isso vale para o cão e também para o condutor.

A idade inicial para o cão participar da modalidade é de um ano. Não há necessidade de ter pedigree, como em algumas outras competições envolvendo animais.

Existem várias modalidades dentro do canicross. Entre elas, está correr na neve. O que não é a nossa realidade, né?

Também foram determinadas algumas regras para que haja o mais absoluto e profundo respeito com o animal.

Equipamentos do Canicross

Claro que uma modalidade diferenciada necessita de equipamentos diferenciados, tanto para o condutor quanto para o cão.

Para o condutor, há um cinto que se conecta à corda elástica e ao colete de tração no cachorro (o Running Harness).

A corda elástica é imprescindível porque reduz o choque tanto no condutor quanto no cachorro.

WTR Arraial do Cabo modalidade Canicross 

Quando eu vi no congresso técnico que haveria uma corrida de cachorros, fiquei louca. Eu queria fazer o passeio de barco em Arraial do Cabo. No entanto, se fizesse, perderia a corrida deles. 

Então, o passeio podia esperar... Depois que chegamos dos 21 km, fomos ao hotel, almoçamos e logo voltamos para a praia. Não para tomar sol, mas para garantir um bom lugar para a largada do canicross...

E eles foram chegando... Cada um mais lindo que o outro. Até que eu vi um salsicha. Oi? Como um dachshund poderia participar de uma corrida? Ele tem as patinhas tão pequenas... Ow, meu Deus... Mesmo sabendo que ele não iria ganhar, resolvi torcer por ele!
Canicross WTR Arraial do Cabo 2018.
A largada foi dada e lá foram eles... 
Canicross WTR Arraial do Cabo 2018.
Os vencedores foram Lara (Ana Carolina Figueiredo conduziu --> e ela já tinha ganho a prova dos 32 km!!!) e Chico (do condutor William). Infelizmente, não consegui fotos com eles porque fiquei com medo de estressar mais ainda os cães, he he he...

Todos os cães participantes (ou seriam seus condutores? he he he) receberam uma medalha. Foi a mesma medalha de quem correu os 6 km noturnos. Acho que poderia ter uma medalha especial para o canicross... Fica a sugestão...
Canicross WTR Arraial do Cabo 2018.
Quando o último cachorro chegou, que foi o dachshund, já podíamos ir embora!

Para ver como foi o Canicross do WTR Arraial do Cabo, confira o vídeo

Inscreva-se no Canal Viajar correndo para não perder as novidades...

Parabéns a todos os cães participantes, a seus condutores e à organização da prova por ter tido essa ideia de colocar essa modalidade. Que ela possa crescer no Brasil...

Espero que tenha gostado! O que você achou do canicross? Você correria com seu cachorro? Escreve aqui nos comentários!
Até amanhã.

Um super beijo,

Carolina

Para conferir como foi a WTR Arraial do Cabo “tradicional”, acesse:

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter



Reserve nos parceiros do blog Viajar correndo:

Produtos com desconto


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search