14 setembro 2016

Niagara Falls: visitando o lado canadense

Cataratas do Niágara

Olááá! Tudo bem? Continuando a nossa viagem através de Niagara Falls, hoje vamos explorar o lado canadense dessa maravilha. Durante as minhas pesquisas, percebi que não vivenciei muitas das atrações que estavam disponíveis por lá... Isso significa que... PRECISO VOLTAR. Enquanto isso não acontece, vamos ver o que Niagara Falls canadense nos reserva. 

As Cataratas do Niágara são formadas devido ao desnível entre o Lago Erie e o lago Ontário. A catarata do lado canadense é chamada de Horseshoe Falls. Ela é a maior das três quedas-d'água. Aproximadamente, 90 % do volume do Rio Niágara desaguam nas Cataratas Canadenses. As quedas possuem uma altura média de 53 metros e 671 metros de comprimento.

Quando voltamos do lado americano, já saímos direto na Niagara Parkway. Ela é uma rodovia que beira o Rio Niágara por 56 Km. Ou seja, vai desde o Forte Erie, ao Sul, ao Forte George, na cidade de Niagara on the Lake, ao Norte. Seguimos por ela e fomos ao Grand View Market Place. Lá são encontradas diversas atrações interessantes como o Hornblower Niagara Cruises (o passeio de barco do lado canadense) e o Mistrider Zipline to the Falls (uma tirolesa que deixei para ir quando Otávio for também). Vou falar um pouco sobre a primeira atração, pois essa eu fiz...


Niagara Falls lado canadense
O caminho em azul, beirando o Rio Niágara, é a Niagara Parkway.

Hornblower Niagara Cruises

Minha tia animou de fazer esse passeio. Então, já fomos logo lá antes que ela desistisse, he he he he.. Compramos o ingresso, que foi de CAD 19 + taxas e descemos até o local onde acontece o embarque.


Niagara Falls lado canadense
Só descer para o passeio Hornblower. American Falls ao fundo...
Após validar o ticket, recebemos nossas capas vermelhas, a cor característica do passeio de barco do lado canadense. Lembrou que o americano é da cor azul, né?


Niagara Falls lado canadense
Fila grande, mas rápida...
Ficamos na parte de baixo e à direita do barco, pois a de cima estava LOTADA. Nossa, foi muito legal. Ficamos de frente total para a Horseshoe Falls.


Niagara Falls lado canadense
Bem pertinho...
Niagara Falls lado canadense
Bem pertinho 2...
Há uma comparação entre os passeios americano e canadense. Muitos dizem que o primeiro é melhor. Bom, eu fiz os dois e posso dizer que senti muito mais emoção no canadense. Pode ser pela posição que ficamos no barco. Ou porque saí ensopada. Também pode ser porque tinha companhia nesse e foi muito maneiro. Então, se você for a Niagara Falls e, tiver oportunidade, faça os dois. E claro, se lembrar, venha comentar aqui o que achou de cada um.

O passeio acabou e muitos jogaram suas capinhas fora. Joguei também? NUNCA. Trouxe mais um lixinho, he he he he... Subimos novamente e decidimos que era hora de almoçar. Antes de falar sobre isso, vou continuar falando sobre como seria se tivéssemos seguido a Niagara Parkway na direção Sul.


Niagara Falls lado canadense
Vamos levar a capinha...

Niagara Parkway e algumas atrações

Descendo pela Niagara Parkway, chega-se ao Queen Victoria Place. São jardins e plataformas que levam a um posto de observação. Este oferece uma vista espetacular das Cataratas do Niágara. Nós não chegamos a essa parte, pois minha tia queria ir a um outlet que ficava do outro lado da cidade, he he he. Então, está na lista para a próxima vez...

Andando mais um pouco ao Sul, há o Table Rock Centre. Aqui são encontrados o Niagara’s Fury e o Jorney Behind the Falls. Nós também não fizemos (e mais duas atrações vão para a lista). O primeiro é um filme 4D, com direito a respingos. Ele mostra a criação das Cataratas ao longo das eras geológicas. Já o Journey Behind the Falls é uma experiência em que o visitante anda por túneis atrás das Cataratas Horseshoe. Esses túneis foram construídos em meados do século XIX e as pessoas chegam bem pertinho das cataratas.

Do lado americano, a gente via duas torres no lado canadense. Uma delas é a Skylon Tower, uma torre de 160 metros com uma excelente vista para as cataratas. Na verdade, o posto de observação oferece a vista panorâmica mais alta das cataratas. Além disso, permite ver (do lado oposto às Cataratas) a cidade de Toronto. Lembra que eu disse que o guia do Edge Walk havia mostrado essa torre quando estávamos lá em cima? A outra torre vista do lado americano é a Konica Minolta Tower.


Niagara Falls
Konica Minolta Tower à esquerda e Skylon Tower à direita.
Mais ao Norte na Niagara Parkway são encontradas duas atrações também bem interessantes: 
  • Whipool Aerocar = um teleférico que passa em cima do redemoinho formado pelo estreitamento do Rio Niágara.
  • White Water Walk = uma caminhada ao longo de um calçadão próximo ao desfiladeiro Niagara.

Clifton Hill

Bom, como disse anteriormente, depois de fazermos o Hornblower, decidimos que era hora de almoçar. Para isso, fomos a Clifton Hill, uma rua MUITO movimentada. Na verdade, achei tudo bem estranho nesse local. Por quê? O ponto chave de Niagara Falls é justamente a natureza, as cataratas. Essa rua é toda iluminada, lotada de restaurantes e atrações turísticas que não combinavam, a meu ver, com o ambiente. O lado americano é bem mais combinante nesse sentido... 


Niagara Falls
Clifton Hill.
Niagara Falls
Mais coisas chamativas...
Niagara Falls
Concorda que é muita badalação em um ambiente que não deveria ser?
É nessa rua que se encontra a Niagara Skywheel, uma roda gigante que permite ver as cataratas. Mesmo tendo gôndolas fechadas e climatizadas, não fomos por um motivo muito simples. Qual? Começou a chover e não daria para aproveitar a vista. Então, fomos almoçar...
Niagara Falls
Niagara Skywheel. Está na lista...
Após o almoço, fomos procurar o tal outlet que minha tia queria. Como não encontramos e já estávamos bem cansadas devido ao dia ultra movimentado, resolvemos partir. Fomos ao ponto do ônibus para esperar um que nos levaria até a estação de trem de Burlington. Lá pegaríamos o nosso trem de volta para Toronto. Mas isso fica para um próximo post...

Eventos especiais grátis

Antes de finalizar este post, gostaria de complementar que há alguns eventos gratuitos que podem ser bem legais. Como eles aconteciam em um horário mais tarde, não conseguimos fazer, já que tínhamos que voltar a Toronto. São eles:
  • Iluminação das cataratas = começa no por do sol, toda noite. Pode ser visto a partir do Queen Victoria Place.
  • Show de fogos nas cataratas = às sextas, domingos, quartas e feriados, de primeiro de maio a 31 de outubro às 22h.

The Niagara Falls Adventure Pass

Esse é um passe que dá desconto para quatro atividades em Niagara Falls: 

  • Jorney Behind the Falls;
  • Hornblower Niagara Cruises;
  • Niagara’s Fury;
  • White Water Walk.
Ele também inclui dois dias consecutivos de transporte no ônibus WEGO. Olha que bom! Mas... O que é isso?

Ônibus WEGO

É um ônibus totalmente acessível que conecta atrações em toda a cidade de Niagara Falls. Quando chegamos, vimos que ele custava CAD 7,50 + taxas. No entanto, optamos por não utilizá-lo e fizemos os passeios a pé mesmo. Talvez, com ele, tivéssemos tido mais tempo para explorar a cidade. Vou deixar anotado para a próxima vez, he he he...

Bom, como você viu, há MUITA coisa legal para vivenciar em Niagara Falls do lado canadense. Enquanto escrevia esse post, já vi que vou querer ficar duas noites nessa cidade ou em Niagara on the Lake (cidade vizinha atendida pelo ônibus WEGO) em uma próxima visita a esse local. Espero que não demore muito essa volta... Também espero que você tenha gostado...
Até domingo...

Um super beijo

Carolina


Assine nossa newsletter


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Whatsapp Button works on Mobile Device only

Start typing and press Enter to search