domingo, 2 de outubro de 2016

Mont Saint-Michel

Um Patrimônio Mundial da UNESCO na Normandia

Olááá. Tudo bem? O post de hoje foi inspirado por dois motivos. O primeiro é que dia 29 de setembro foi escolhido para celebrar os três arcanjos (São Miguel, São Rafael e São Gabriel). O outro é que, hoje, 2 de outubro é dia dos Anjos. Então, como os assuntos foram muito próximos, vamos visitar um local “angelical”. Tomei conhecimento de sua existência na aula de Geografia e tive a oportunidade de conhecer quando fui participar da corrida Paris-Versailles: o Mont Saint-Michel.

O que Mont Saint-Michel tem a ver com anjos e arcanjos? É que traduzindo, temos Monte São Miguel, um local onde foi construída uma abadia gótica em honra a São Miguel. Na verdade, conta-se que o arcanjo Miguel apareceu três vezes para o bispo Aubert. Este decidiu fundar um santuário no ano de 708 d.C no Mont Tombe (antigo nome do monte Saint-Michel). Eu nem sabia dessa história quando fui. Na verdade, o que me atraiu durante as aulas foi o espetáculo proporcionado pelas marés, que falarei daqui a pouco.

Mont Saint-Michel
Estátua de Arcanjo Miguel, no interior da abadia.
O Mont Saint-Michel está em uma vila francesa da Normandia a 360 Km de Paris. A abadia foi erguida sobre uma ilha rochosa na foz do Rio Couesnon e cercada por uma muralha. No século X, monges beneditinos instalaram-se no local. Com isso, uma pequena vila foi se formando aos seus pés. Durante a Guerra dos Cem Anos, entre França e Inglaterra, o Monte Saint-Michel foi uma fortaleza resistente. Por impedir todas as tentativas inglesas de tomá-la, passou a ser símbolo da identidade nacional francesa. Após a dissolução das ordens religiosas na Revolução Francesa, o Monte foi utilizado como prisão. 
Mont Saint-Michel
Vista do Mont Saint-Michel
Atualmente, na delimitação das muralhas existem várias lojinhas, restaurantes e, claro, a tão famosa abadia (única parte que é paga). Em seu topo há uma estátua do São Miguel Arcanjo matando o dragão (que simboliza o Mal).

As marés e o Mont Saint-Michel

O que tornou o Mont Saint-Michel tão interessante, a meu ver, foi a questão de ele estar cercado por uma magnífica baía, onde ocorriam uma das maiores marés da Europa. Tanto que o Monte e sua baía foram considerados Patrimônio Mundial da UNESCO em 1979.

Havia uma ligação entre o monte e o continente através de um istmo natural. Sendo assim, em dias de cheia, o monte ficava ligado ao continente somente por uma estrada, que também podia alagar se a altura da água ultrapassasse os 12,90 metros. Esse espetáculo atraía muitos turistas. Devido às intervenções humanas de construção de ponte e de barragens, o cenário natural foi se modificando. O aporte de água foi diminuindo, o que ocasionou na aceleração do assoreamento da baía.
Mont Saint-Michel
Intervenção humana...
Desde 1995, há um acordo do Estado e do ‘Syndicat Mixte Baie du Mont-Saint-Michel’ para torná-la, novamente, uma paisagem marítima regularmente banhada pelas marés. Em 2013, o Mont Saint-Michel retornou a ser uma ilha, graças aos trabalhos de limpeza dos sedimentos acumulados.
Mont Saint-Michel
Turistas andando na baía no período de maré baixa

Mont Saint-Michel
Baía vista de cima da ilha

Como fui

Utilizei uma excursão da agência Paris City Vision. Saí por volta de 7h15 de Paris e foram cinco horas de viagem. Já fomos almoçar direto com a promessa de uma “vista deslumbrante do Mont-Saint-Michel” (o que não aconteceu, he he he).

Mont Saint-Michel
Pela distância do Monte dá para ver que não teve "vista deslumbrante" na hora do almoço, né?
Depois do almoço, fomos com um ônibus gratuito até a entrada da ilha do Mont-Saint-Michel. A parte inicial foi uma visita guiada. 


Mont Saint-Michel
Entrada na muralha
Mont Saint-Michel
Muitas escadarias pelo caminho.
Mont Saint-Michel
Mais escadas...
Mont Saint-Michel
Interior da abadia
Mont Saint-Michel
Jardim interno da abadia
Mont Saint-Michel
Disseram que dava sorte tocar na pedra. Então, lá foi Carolina...
Depois, tivemos um tempo livre, antes de voltarmos a Paris (mais cinco horas de viagem).

Mont Saint-Michel
Despedida...
Há um percurso noturno com música e luz que dura 1h30. Ele acontece durante todas as noites, exceto aos domingos. Eu não tive a oportunidade de vivenciar essa experiência, por isso, acho que tenho que voltar e ficar hospedada por perto do Mont Saint-Michel, he he he...

Até quarta-feira

Um super beijo

Carolina


Assine nossa newsletter


Sobre o Autor:
Carolina Belo Sou Carolina Belo, Bióloga e Turismóloga. Busco sempre ser feliz e ver o lado positivo de tudo o que acontece na vida. Gosto de viajar e participar de corridas pelo mundo.

6 comentários:

  1. Amo esse local.Lindo a visão de Le Mont Saint-Michel quando avistamos da estrada. Fomos por conta própria e já enviaram-me uma maratona que acontece lá desde este ano.Volto fácil.Fiquei em Saint-Malo.
    Parabéns pelo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Tati, estou de olho nessa maratona que acontece lá. De repente, a gente pode colocar na lista de viagens conjuntas, he he he he...
      Eu não fui a Saint-Malo... Na verdade, foi um bate e volta. Então, seria bem legal...
      Um super beijo...
      Carolina

      Excluir
  2. Oi Carol, tudo bom?
    A França e seus encantos! Conheci só um pedacinho e já fiquei apaixonada.
    Sabe que esse ano a Paris-Versailles aconteceu no mesmo dia da meia maratona da Disney? Eu só soube quando cheguei lá?
    Tenho muita vontade de conhecer a Normandia. Ótimo post, parabéns.
    Beijo,
    Dani.
    Blog Dani Corredora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eeeeeeeeeeeeee, Dani de volta!!!! Seja bem-vinda!
      Eu vi que foram na mesma data. Poxa, podia ter uma semana de intervalo, né? Você poderia fazer as duas.
      Eu não queria ir a França (puro preconceito mesmo), mas queria fazer a Paris-Versailles. Então, fui, mordi a língua e amei esse país... Aí quero voltar porque ainda tem muita coisa para ser vista por lá, he he he... Coisas de Carolina Belo... Ha ha ha ha...
      Um super beijo
      Carolina

      Excluir
    2. Pois é, eu pensei nisso, se fosse com intervalo de uma semana eu teria feito a Paris-Versailles também! O que você achou dessa prova?
      Beijão.

      Excluir
    3. Dani, a prova é excelente! Tanto que eu nem me liguei na quilometragem. Ia apreciando a paisagem e quando fui ver, 5 Km... E assim foi até o final... A gente corre por um bosque lindo (tem asfalto também, mas amei o bosque). O trajeto não é muito complicado, na maior parte é plano. Eu contei um pouco (bem pouco, na verdade) sobre a corrida aqui:

      http://www.viajarcorrendo.com.br/2013/12/corrida-paris-versailles.html

      Depois dá uma olhada... São 16 Km só (já que você gosta de meia), mas são 16 Km muito legais... Acho que vale a pena colocar na lista...

      Um super beijo e bons treinos...

      Carolina

      Excluir

Obrigada pela visita. Fique à vontade para dizer o que achou do post... Seus comentários são super bem-vindos... Um super beijo...

Pin It button on image hover